Esporte

Governador assina decreto que muda nome do Estádio Presidente Médici

Iniciativa segue recomendação da Comissão Nacional da Verdade.
por Redação do Portal Itnet
14/01/2016 12:28h
Atualizado em 15/01/2016 08:07h

O governador Jackson Barreto assinou nesta quinta-feira, dia 14, um decreto que altera a denominação de escolas e colégios no estado, além do estádio Presidente Médici, que recebeu novo nome, passando a chamar Etelvino Mendonça.

Estádio Etelvino Mendonça

Etelvino Mendonça foi uma grande personalidade da cidade de Itabaiana. Foi tabelião, vereador e prefeito de Itabaiana e trabalhou no incentivo ao esporte do município, em especial da Associação Olímpica da Itabaiana, tendo levado a primeira bola de couro ao município. Dava nome ao antigo estádio de Itabaiana, que recebeu jogos até 1971. È avô do Secretário de Segurança Pública, Mendonça Prado e pai do Presidente do TJ/SE, Luiz Mendonça.

A mudança não tem sido bem aceita pelos itabaianense, alguns defendem a permanência do nome pela consolidação ao longo dos anos, outros contestam a escolha do nome Etelvino José de Mendonça, pois ao lado do estádio a praça de eventos já homenageia o ex-prefeito.

A iniciativa se orienta pelas recomendações do Relatório Final da Comissão Nacional da Verdade, que destaca em sua recomendação 49:

“Com a mesma finalidade de preservação da memória, a CNV propõe a revogação de medidas que, durante o período da ditadura militar, objetivaram homenagear autores das graves violações de direitos humanos. Entre outras, devem ser adotadas medidas visando: cassar as honrarias que tenham sido concedidas a agentes públicos ou particulares associados a esse quadro de graves violações, como ocorreu com muitos dos agraciados com a Medalha do Pacificador; promover a alteração da denominação de logradouros, vias de transporte, edifícios e instituições públicas de qualquer natureza, sejam federais, estaduais ou municipais, que se refiram a agentes públicos ou a particulares que notoriamente tenham tido comprometimento com a prática de graves violações”.

Qual sua opinião?

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo