Estilo

Primeiro Jubileu de Prata da Paróquia N. Srª do Bom Parto

Confira um breve histórico.
por Redação do Portal Itnet
28/01/2016 01:29h
Atualizado em 28/01/2016 01:30h

Ao perceber o crescimento populacional do município de Itabaiana, o então arcebispo da Arquidiocese de Aracaju, Dom Luciano Cabral Duarte, sente a necessidade de fundar a segunda paróquia dessa cidade. Destarte, aos dezoito dias do mês de dezembro de 1991, reúne o Conselho Presbiteral da Arquidiocese para comunicar a fundação da paróquia Nossa Senhora do Bom Parto. Assim, em primeiro de janeiro de 1992, dia em que a Igreja Católica celebra o dia de Maria Santíssima, Mãe de Deus, o bispo instala, no Conjunto Euclides Paes Mendonça, uma paróquia em honra à Virgem Maria.

Por ser a única em Sergipe com o título de Bom Parto, a nova instituição católica atrai muitos devotos sergipanos. As pessoas recorrem à Nossa Senhora do Bom Parto para agradecer pela graça de ser mãe, para pedir sua intercessão na hora do parto, para receber a dádiva da maternidade, dentre inúmeros motivos que estão na fé de cada fiel. Dessa forma, percebe-se que razões diversas tornam, principalmente, a festa da padroeira uma das maiores e mais bonitas celebrações do interior do Estado. No entanto, não é apenas no período festivo que a paróquia fica cheia.

A Bom Parto chama a atenção também por sua comunidade atuante não só na matriz, mas também nas capelas de seus povoados. No início, eram 44 povoados que a integravam. Com o decorrer do tempo, o número de comunidades foi diminuindo, porque começaram a fazer parte de novas paróquias que foram surgindo, como por exemplo, a Nossa Senhora da Conceição / São Lucas, no bairro Miguel Teles, e a Nossa Senhora das Graças, no bairro Sítio Porto. Essa desvinculação foi necessária, pois essas comunidades passaram a ter um acompanhamento mais aproximado de seus párocos. Isso não significa que, quando pertenciam à Bom Parto, não houvesse atenção por parte dos sacerdotes. Acontece que, por ser um território muito grande, ficava humanamente difícil acompanhar de perto todas elas, mesmo contando com os esforços, o serviço e o amor dos sacerdotes responsáveis.

Graças a Deus, desde o começo, a Bom Parto contou com bons pastores que chegaram, no momento certo, a fim de colocar seus dons a serviço da construção do reino de Deus. Assim, com muito zelo e amor à igreja, dedicaram-se durante todo o tempo em que estiveram à frente dessa comunidade. Já estamos no quinto sacerdote: Pe. Waltervan, Pe. Valdson, Pe. Luciano, Pe. Adilson e Pe. Dácio (atual). Cada um com seu carisma contribuiu para a edificação da paróquia.O primeiro pároco, Pe. Waltervan, foi responsável pela conquista dos primeiros paroquianos, o que não foi muito difícil. Isso porque com sua serenidade, inteligência e humildade, paulatinamente, atraiu o povo de Deus para a casa da Virgem do Bom Parto. Com um povo fervoroso, os primeiros movimentos começaram a formar-se e a instalar-se nesse lugar. Apostolado da Oração, Legião de Maria, Pastoral da Criança, Grupo de Jovens, Catequese da Primeira Eucaristia e da Crisma são exemplos dos primeiros engajamentos responsáveis pela solidificação humana da paróquia. Além desses movimentos e pastorais, o pároco trouxe para Itabaiana o Movimento de Espiritualidade Conjugal, as Equipes de Nossa Senhora (as primeiras equipes em Sergipe nasceram em Itabaiana). Após aproximadamente três anos de um dedicado trabalho administrativo e sacerdotal, o padre é convidado a assumir suas funções sacerdotais em outra comunidade.

Assim, chega à paróquia Nossa Senhora do Bom Parto seu segundo pároco, Pe. Valdson. Com sua oratória popular, carisma e simplicidade, atraiu mais fiéis para o trabalho de evangelização. Dessa forma, muitos movimentos, grupos e pastorais existentes hoje na paróquia são do período de sua gestão. Além disso, construções de capelas, atendimento à comunidade, edificação da capela do Santíssimo são algumas de suas realizações. Todas elas, de fundamental importância. No entanto, a conquista mais relevante para a comunidade foi a da santificação do dia de Nossa Senhora do Bom Parto, 18 de dezembro, como padroeira não só do conjunto Euclides Paes Mendonça, mas também de todos os itabaianenses. Os cuidados, zelo e dedicação do Pe. Valdson perduraram por mais de nove anos. Destarte, uma parte significativa de suas histórias encontra-se entrelaçada. Como tudo muda, também aconteceu a mudança de párocos.

O Pe. Luciano, recém-ordenado, assume suas funções sacerdotais em sua cidade natal, na comunidade do Bom Parto. Por seu empreendedorismo nas construções realizadas, revelou-se um conceituado administrador paroquial. Dentre elas, destaca-se a reforma e ampliação da matriz. É importante ressaltar que parte da obra foi realizada a partir de um projeto também ecológico. Isso porque a comunidade doava lixo reciclável, como o plástico, o alumínio, o vidro e o papelão, e o padre revertia em fundos para arcar com algumas despesas da reforma. Sua responsabilidade na paróquia durou quatro anos, até ser chamado ao serviço administrativo e sacerdotal na capital sergipana, Aracaju.

Como as bênçãos do Senhor não cessam, o quarto sacerdote, Pe. Adilson, assume a Bom Parto e dá continuidade aos trabalhos de evangelização. Com sua criatividade, carisma e espiritualidade, traz movimentos, pastorais, grupos, eventos que contribuem para o desenvolvimento da espiritualidade da comunidade paroquial. A Pastoral da Família, a Pastoral do Acolhimento, o grupo dos Homens do Terço, o grupo Mãe Rainha, o Movimento Coração de Cristo (COR Jovem) são alguns exemplos de envolvimento da comunidade em atividades pastorais que visam à evangelização de acordo com o carisma de cada um. O Cerco de Jericó, a Pré-novena e o Retiro de Carnaval Paroquial são momentos de espiritualidade que contribuem para um maior aprofundamento da vivência da fé. Os passeios paroquiais e o Churrasco Festivo dos Pais são eventos que promovem uma maior interação e entretenimento da comunidade.

Essas são algumas de suas ações na paróquia. Entretanto, a maior conquista de sua gestão sacerdotal foi a conquista da permanência do dia santo em honra à Virgem do Bom Parto, nossa padroeira (ainda que tenha sido transferido para a última quinta-feira do mês de janeiro). Assim, sua atuação nessa comunidade durou mais de seis anos, porém o serviço prestado (assim como o dos demais sacerdotes) está registrado para sempre na história da paróquia e na vida de muitos paroquianos.

Há pouco mais de um ano, a Bom Parto recebe mais um presente: a chegada do alegre e competente Pe. Dácio. Acostumar-se a ele, e ele, à paróquia não foi difícil. Com alegria, dinamismo, zelo e prudência já mostrou sua postura sacerdotal. O apoio, a assistência e o acompanhamento às pastorais, movimentos, grupos e comunidades (capelas) foram atitudes já observadas pelos paroquianos. Observando as necessidades locais, já implantou a Pastoral da Comunicação (Pascom), a Pastoral da Esperança e o grupo da Perseverança da Primeira Eucaristia, e iniciou a construção do importante Centro de Treinamento Pastoral da paróquia. Além disso, está com uma rica programação espiritual para o ano jubilar paroquial, que começou no dia 18 de dezembro de 2015, com a celebração da primeira Missa Votiva, e vai se estender até o dia 18 de dezembro de 2016, quando a paróquia completa 25 anos, seu primeiro Jubileu de Prata.

Ser parte da paróquia Nossa Senhora do Bom Parto é deixar-se envolver pelo dinamismo próprio do cristão que não se acomoda com o grau de espiritualidade a que chegou. Por isso, alça voos mais altos, a fim de que a realidade do Reino de Deus aconteça na vida de muitos. Assim, são mais de 24 anos de história, evangelização e dinamismo. Celebrar seu Jubileu de Prata é ser contagiado pelo fervor e alegria dos paroquianos. Será um ano inteiro em ação de graças ao Todo-Poderoso por todas as maravilhas que sempre realiza em favor de seu povo. Por isso, "A minha alma engrandece o Senhor" (Lc 1, 42) e convida os devotos da Virgem do Bom Parto a vivenciarem, com muita fé, o Ano Santo Paroquial. Pela providência divina, 2016 será duplamente pleno de graças, já que o Jubileu paroquial é concomitante ao da Misericórdia, iniciado no último dia 08 de dezembro. Bênçãos, milagres e prodígios serão derramados pela poderosa intercessão da Mãe de Deus sob o título de Nossa Senhora do Bom Parto.

Alexsandra DantasParoquiana da Bom Parto

Gostou? Compartilhe:

Comentários
Veja Também