Entretenimento

Ascom da Energisa esclarece “apagão” no Huse, Caueira e Abaís

De quem foi a responsabilidade?
por Redação do Portal Itnet
11/02/2016 11:34h
Atualizado em 11/02/2016 13:24h

Por Iane Gois

A veiculação de informativo por parte de alguns órgãos da imprensa de notícia responsabilizando a Energisa pela interrupção do fornecimento de energia elétrica no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) no domingo (7), bem como nas áreas litorâneas da Caueira e do Abaís na segunda (8), chamou a atenção da assessoria de comunicação da concessionária.

De acordo com o jornalista André Brito, houve precipitação por parte de alguns veículos, no sentido de culpar quem não é responsável. Segundo ele, o problema elétrico ocorrido no Huse foi de origem interna da unidade, esclarecendo que no Abaís o abastecimento não é competência da Energisa.

"O problema elétrico no HUSE nada teve a ver com o fornecimento de energia disponibilizado pela Energisa. Tratou-se de um defeito interno, de responsabilidade do próprio Hospital. Já a praia do Abaís fica na área de concessão da Sulgipe. Portanto, a responsabilidade pelo fornecimento de energia não é da Energisa", explicou.

Sobre a falta de luz na praia da Caueira, o serviço foi interrompido por algumas horas na noite de segunda-feira que antecedeu o feriado de carnaval, Brito informou que o incidente foi atípico, mas que logo que a empresa tomou ciência da situação deslocou equipes para percorrer toda a rede de distribuição de energia, a fim de que fossem detectadas as causas, tendo o problema sido resolvido nas primeiras horas da manhã da terça-feira (09).

Brito atentou ainda para o serviço de manutenção preventiva que fora realizada na região como preparativo para os períodos de réveillon e carnaval, justificando a interrupção em virtude de defeito em um isolador e consequente rompimento de cabo.

"Esse problema ocorreu na rede que atende àquela localidade, em uma região de difícil acesso, com mata fechada, o que impossibilitou a correção imediata do problema, uma vez que já era noite. Por questões de segurança e integridade física dos trabalhadores, o serviço só pôde ser concluído pela manhã, o que prontamente foi feito", Remetendo pedido de desculpas aos clientes, o jornalista assegurou que há sempre a prontidão no que diz respeito à disposição para tudo o que tange a responsabilidade na prestação dos serviços relacionados à distribuição de energia elétrica.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo