Saúde e Ciência

Verão: confira as dicas para sexo embaixo d\'água

Apesar de prazerosa, atividade requer cuidados especiais que vão desde o uso do preservativo à higienização do ambiente.
por Redação do Portal Itnet
12/02/2016 11:22h
Atualizado em 12/02/2016 11:52h

Na hora de apimentar a relação, vale tudo. Só que esse "tudo" precisa de alguns cuidados para garantir uma experiência positiva. A vontade de fazer sexo na piscina, por exemplo, fica ainda mais aflorada no verão, mas é preciso ter cautela.

Primeiro, é claro, deve-se conversar com o parceiro. Afinal, para uma transa ser prazerosa, é importante que ambos estejam confortáveis. Discutir o plano abertamente é uma forma de garantir que os dois fiquem "na mesma página". A seguir, confira outras dicas importantes para o sexo na água.

4 dicas para o sexo na piscina dar certo

1. Lubrificação

O sexo na piscina ocorre em um ambiente molhado, ou seja, ajuda na penetração, correto? Errado! A água compromete a lubrificação natural feminina, podendo deixar a relação um pouco mais desconfortável que o normal. Para driblar o problema, é recomendado ter à mão um lubrificante insolúvel.

2. Preservativo

Outro cuidado importante é com o uso do preservativo. Tanto na piscina quanto no mar, a camisinha fica exposta a uma série de substâncias abrasivas, como cloro e areia, o que diminui a resistência do material e aumenta as chances de furos e rompimentos.

3. Posições

Uma das posições que funcionam no sexo na piscina é a mulher de frente para o homem, envolvendo-o com as pernas. Outra forma é ficar em pé. Caso a piscina possua escadinha, ela também pode ser uma aliada na hora de testar o Kama Sutra.

4. Local

Transar na piscina de motéis ou locais desconhecidos não é indicado. Caso o lugar não seja bem higienizado, ambos os parceiros estarão suscetíveis a bactérias que podem causar desde simples irritações até problemas mais graves.

Do Vivo Mais Saudável

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo