Em Itabaiana, clientes levam até 3 horas para atendimento em banco

Resta apenas um mês para encerramento do prazo estipulado pela justiça para o cumprimento da Lei dos 15 minutos.
por Redação do Portal Itnet
03/03/2016 17:09h
Atualizado em 03/03/2016 17:16h

Por Aparecido Santana, redação Itnet.

Todos os dias centenas de pessoas se deslocam até alguma agência bancária de Itabaiana para efetuar saques, depósito, pagamentos entre outros serviços oferecidos pelos bancos, mas a insatisfação com o atendimento é quase uma unanimidade entre os usuários. O tempo de espera mínimo de 15 minutos, não é cumprido na maioria dos estabelecimentos.

Os usuários das agências bancárias passam por um verdadeiro teste de paciência quando estão no banco. Para receber o atendimento é preciso estar com a posse de uma senha que é disponibilizada por um equipamento eletrônico instalado dentro da agência. De posse desse documento é só aguardar a sua vez. É a partir de momento que começa a irritação.

Nesta quinta-feira, dia 03, um cliente chegou ao Banco do Brasil da Praça Fausto Cardoso, em Itabaiana, às 12:40mim e só conseguiu ser atendido três horas depois. São poucos os funcionários disponíveis para atender, e em decorrência disso, a agência fica lotada, e quando a paciência acaba alguns desistem e vão embora retornando à agência no dia seguinte.

Um internauta enviou uma foto mostrando a insatisfação em relação à demora no atendimento. Ele chegou às 12:39 e saiu às 15:40.

Em Itabaiana, clientes levam até 3 horas para atendimento em banco

Em setembro de 2015, o juiz Herval Marcio Silveira Vieira, da 1ª Vara Cível de Itabaiana, determinou que os Banco do Brasil, do Nordeste do Brasil, Banco do Estado de Sergipe e Bradesco, cumpram o atendimento aos clientes no prazo de 15 minutos, conforme prevê a lei municipal n° 1.410/2010. Ainda de acordo com decisão da justiça, as agências instaladas no município terão um prazo de seis meses para cumprimento da decisão. O descumprimento resultará em uma multa diária de R$ 10 mil.

Restando apenas um mês para o prazo determinado pela justiça, a maioria das agências permanecem com a mesma situação.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo