Política

Opinião: Ruptura da aliança PT-PMDB em Brasília e as incertezas de JB

Decisões de cúpula alteram cenários políticos regionais.
por Redação do Portal Itnet
29/03/2016 16:54h
Atualizado em 29/03/2016 16:58h

Por José Leidivaldo

E aconteceu o que estava previsto: em uma reunião que durou menos de cinco minutos, a cúpula do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) oficializou o rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff.

 

Sem a presença de o vice-presidente Michel Temer, os caciques peemedebistas recomendaram que ministros e ocupantes de cargos entregassem os postos que ocupam na cúpula palaciana. Para o governador de Sergipe, Jackson Barreto, a posição tomada por seu partido pode ter efeitos imediatos. JB, que pregava publicamente a continuidade da aliança PMDB-PT, foi voto vencido. Embora chefe de executivo de um estado brasileiro, Jackson não está entre os caciques que decidem, nem é voz que os dirigentes do partido de Ulysses Guimarães, dê a devida importância.

Saber o que pode acontecer a partir do ato desta tarde de terça-feira, 29, em Brasília e os tapetes do Palácio Governador Abano Franco, pode ser tão fácil de descrever como equacionar um problema de álgebra linear por uma criança de cinco anos. O certo é a incerteza que paira o pensamento e a gestão de Jackson. Contraditório em sua longeva história política, o governador de Sergipe vê a contradição bater a sua porta: desrespeitar uma posição de seu próprio partido para defender a petista. Além disso, em um possível futuro Governo Temer (caso se materialize o impedimento e o afastamento de Dilma), Jackson perderá força e ainda assistirá muitos de seus adversários locais acenderem e ganharem prestigio.

JB caminha para ser um estranho no ninho. Vai em direção ao que o assombra: passar para o limbo da historia como alguém que chegou ao poder para massagear o ego e terceirizar responsabilidades. E tem mais. Os sérios problemas em seu governo e sem perspectiva de melhoras a médio prazo e a atmosfera político-administrativa pouco animadora, faz o ex-carteiro oriundo de Santa Rosa de Lima, já um septuagenário, vê seu sonho mais febril transformar-se em um pesadelo.

 

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo