Esporte

Itabaiana entra com representação contra Cláudio Francisco Lima

Árbitro apitou o cofronto contra o Sergipe, no último domingo, dia 03.
por Redação do Portal Itnet
05/04/2016 15:57h
Atualizado em 05/04/2016 15:59h

A diretoria da Associação Olímpica de Itabaiana através de nota oficial comunicou que o clube formulou uma representação contra o juiz Cláudio Francisco Lima e Silva, que apitou o empate diante do Sergipe no último domingo, dia 03, no Estádio Etelvino Mendonça.

Itabaiana entra com representação contra Cláudio Francisco Lima

De acordo com a assessoria do Tricolor, o presidente Amilton Gomes esteve na segunda-feira, dia 04, na sede da Federação Sergipana de Futebol (FSF) e protocolou uma representação contra o árbitro.

"O apitador da peleja voltou a prejudicar o Itabaiana quatro anos depois, já que em 2012, também em clássico contra o Sergipe, deixou de marcar um pênalti escandaloso para o nosso clube, no Batistão. No referido lance o atleta Renna foi atingido duramente dentro da grande área, chegando a desmaiar momentaneamente, e o árbitro não dignou-se a marcar a penalidade máxima", diz a nota.Segue, na íntegra, a representação contra o apitador:

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO SERGIPANA DE FUTEBOL A

SSOCIAÇÃO OLÍMPICA DE ITABAIANA, associação desportiva devidamente registrada perante a Confederação Brasileira de Futebol, participando do Campeonato Sergipano da Série A-1 2016, vem, por meio da presente, ingressar com:

REPRESENTAÇÃO

Contra o árbitro CLÁUDIO FRANCISCO LIMA E SILVA, pelos fatos e fundamentos que passa a aduzir, para ao final requerer:I - SINÓPSE FÁTICAO Representado foi escalado para a arbitragem do jogo entre o REPRESENTANTE e a agremiação do Club Sportivo Sergipe, o qual foi realizado no Estádio Etelvino Mendonça, em Itabaiana/SE, no dia 03/04/2016, às 17 horas.

Em conduta extremamente ofensiva ao REPRESENTANTE o REPRESENTADO atuou de maneira totalmente distinta das orientações apresentadas pela Comissão de Arbitragem e cumprimento ao regulamento.

Já no início da partida ficou notória a conduta do REPRESENTADO, realizando inversões de faltas, tudo em desfavor da Associação Olímpica de Itabaiana, inadmissível.

Além das corriqueiras inversões supracitadas, de pronto, o malsinado árbitro passou a conceder cartões para atletas do REPRESENTANTE, atitude esta preparatória de uma possível expulsão e intimidação dos jogadores. Diga-se de passagem que durante todo jogo o REPRESENTADO ameaçou verbalmente o elenco do REPRESENTANTE.

Mesmo critério deixou de ter o árbitro em relação aos jogadores da agremiação adversa. Inclusive em situações muito mais graves o árbitro sequer chegou a chamar a atenção da jogada.

Seus critérios foram vergonhosos, tendenciosos com o fito exclusivo de beneficiar o Club Sportivo Sergipe. As imagens da partida são bastante claras, não restando dúvidas das imoralidades cometidas pelo árbitro.

Cabe a essa Federação uma análise no histórico da arbitragem do REPRESENTADO, vindo a observar que não é de hoje que existe questionamento de sua arbitragem.

Mas, voltando à partida, estando o ITABAIANA a vencê-la por 01 (um) gol, não restava outra opção ao apitador, senão marcar um pênalti para o SERGIPE, de forma escandalosa, o que causou total revolta a todos os presentes no estádio, inclusive toda imprensa sergipana.Mesmo forjando o empate do jogo o árbitro não se deu por satisfeito, pois continuou a deixar de marcar faltas em favor do ITABAIANA e marcando outras contra, utilizando-se de dois pesos e duas medidas.

Para concluir com chave de ouro sua desastrosa participação na partida, o Sr. Cláudio Francisco Lima e Silva, mesmo estando em cima do lance, anulou um gol claro e legítimo do ITABAIANA, reconhecido como gol legal pela grande maioria dos integrantes da imprensa, o que causou a indignação e revolta da torcida do REPRESENTANTE.

A bem da verdade, o REPRESENTADO não teve nenhum critério, ou melhor, teve, naqueles em benefício do Club Sportivo Sergipe.Bastante interessante que esse honrado Presidente assista o tape do jogo, onde ali mostra toda tragédia na arbitragem do REPRESENTADO.O fato foi notório, presenciado por toda crônica esportiva do Estado de Sergipe.II - PEDIDOSAnte o exposto, requer de Vossa Senhoria:a) A suspensão da indicação do árbitro CLÁUDIO FRANCISCO LIMA E SILVA de todos os sorteios para as partidas da Associação Olímpica de Itabaiana no Campeonato Sergipano 2016.b) Que seja cientificado o Tribunal de Justiça Desportiva do Estado de Sergipe, através de sua Procuradoria, no intuito de oferecer DENÚNCIA contra o REPRESENTADO, com fulcro no artigo 259 do CBJD.

Nestes TermosPede e Espera Deferimento

Itabaiana/SE, 04 de abril de 2016

Associação Olímpica de Itabaiana

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo