Policial

Líder de associação criminosa em Dores é morto em confronto com a polícia

Ele era responsável por planejar e executar as ações do bando.
por Redação do Portal Itnet
19/04/2016 15:21h
Atualizado em 19/04/2016 15:23h

Uma operação realizada na manhã desta terça-feira, 19, no bairro Olaria, pelos agentes da Delegacia Regional de Nossa Senhora das Dores, em parceria com policiais da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (DIPOL), Grupo Especial de Repressão e Buscas (GERB) e Departamento de Narcóticos (Denarc), culminou na morte de Josivan Souza Ferreira, mais conhecido como "Gago ou Vanzinho", durante confronto com os policiais. Ele era acusado de ser o líder de uma associação criminosa que atuava na cidade de Dores e região.

Líder de associação criminosa em Dores é morto em confronto com a polícia

Segundo o delegado Fabio Santana, coordenador da operação, a ação se deu em virtude de cumprimento de mandado de prisão em desfavor de Josivan, autor de diversos crimes de roubos na região. "De acordo com as investigações, descobrimos que "Vanzinho" seria o líder de uma associação criminosa. Ele era responsável por planejar e executar as ações do bando. Durante as investigações, descobrimos que ele estaria escondido na residência de sua namorada, situada no bairro Olaria, em Aracaju. De posse dessas informações, empreendemos diligências até o local para efetuar a prisão do acusado", explicou o delegado.

Ao chegarem ao local indicado, os policiais deram ordem de prisão ao acusado, que reagiu efetuando vários disparos de arma de fogo. No confronto, "Vanzinho" acabou alvejado e posteriormente conduzido ao Hospital de Urgência de Sergipe para atendimento médico, entretanto, ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. No local, foram apreendidos dois revólveres, munições de diversos calibres, além de certa quantia em espécie.

Ainda conforme Fábio Santana, as investigações continuam no intuito de localizar os outros integrantes da organização criminosa, que continuam foragidos: "conseguimos identificar cerca de seis pessoas que têm participação nos crimes comandados por Josivan. Agora vamos continuar os trabalhos a fim de efetuar a prisão dos demais integrantes".

Fonte: SSP/SE.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo