Saúde e Ciência

Mortes por H1N1 aumentaram em quase 42% nos últimos sete dias

Campanha de vacinação segue até 20 de maio em todo o país, a fim de evitar surto.
por Redação do Portal Itnet
10/05/2016 11:55h

Imagem ilustrativa referente à campanha de vacinação

Por Iane Gois

O Boletim do Ministério da Saúde (MS) divulgado na última terça-feira (3) apontava para o registro de 1.571 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza A/H1N1, com a ocorrência de 290 mortes até o dia 23 de abril de 2016.

Em novo relatório divulgado na última segunda-feira (9) já constam 2.085 casos, percentual superior em 32,7%. No tocante às mortes, o boletim mostra um aumento de 41,72 %, totalizando 411 óbitos, 121 a mais em um período de sete dias. A referida estatística foi calculada até o dia 30 de abril.

O sudeste do país é a região com maior incidência de casos, 1.279, onde somente em São Paulo 202 óbitos foram contabilizados. Rio Grande do Sul (31), Rio de Janeiro (22), Goiás (22), Santa Catarina (21), Paraná (16), Bahia (13), Pará (13), Minas Gerais (13), Espírito Santo (11), Paraíba (8), Mato Grosso do Sul (8), Pernambuco (7), Ceará (5), Distrito Federal (5), Rio Grande do Norte (5), Mato Grosso (3), Alagoas (2), Amapá (2) e Maranhão (1) foram os outros estados com registro de morte pelo vírus.

Até abril Sergipe possuía três casos da gripe H1N1confirmados, sem nenhum falecimento, de acordo com nota técnica emitida pela Secretaria de Estado da Saúde.

Para evitar um surto, o governo federal esta em campanha nacional de vacinação, iniciada em 30 de abril e com extensão até 20 de maio. Em Sergipe, a meta é imunizar 343 mil pessoas, sendo que destas, 18.834 são itabaianenses.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo