Policial

Idosa é presa suspeita de fraude ao INSS de SE

Documentos falsos foram utilizados, inclusive de pessoa já falecida, segundo a polícia, para tentar garantir a aposentadoria.
por Redação do Portal Itnet
24/05/2016 08:02h

          Idosa é presa suspeita de fraude ao INSS de SE    Idosa é presa suspeita de fraude ao INSS de SE

Documentação falsa utilizada na tentativa do golpe.

Por Iane Gois

Três pessoas foram presas pela Polícia Federal no município sergipano de Umbaúba por tentativa de fraude ao Instituto Nacional de Seguridade Social em Sergipe (INSS).

Entre os detidos está uma idosa de 61 anos de idade, tida como cigana no estado na Bahia, que teria tentado fraudar o benefício de aposentadoria de amparo ao idoso junto ao INSS, acompanhada pelo genro e pela filha.

Na ação, segundo a polícia, a acusada apresentou documentos falsos para requerer aposentadoria, e utilizou certidão de nascimento em nome de Celma Araújo de Souza, que já é falecida.

"Recebemos a informação do INSS de que uma pessoa estaria usando documentos falsos para solicitar um documento assistencial na agência de Umbaúba. A gente utilizou os bancos de dados e percebeu que e Certidão de Nascimento era falsa e o nome tanto do registro quanto da Carteira de Identidade é de Celma Aráujo de Souza, que já morreu há muitos anos. Seis policiais federais montaram campana em Umbaúba, quando a senhora chegou em um carro na porta do INSS com um casal. Ela foi presa e trazida para a superintendência e o casal ao ver as provas, confessou a prática do crime e disse que a senhora é mãe da mulher", disse o delegado de polícia Márcio Alberto Gomes da Silva.

Ainda segundo o delegado, fraude semelhante já havia sido tentada em Camaçari, na Bahia, porém sem êxito total, inclusive com o mesmo nome e a mesma documentação utilizada em SE sendo apresentada no município baiano. "Eles disseram que não deu certo, só que no sistema do INSS consta que eles receberam o benefício há alguns meses. A fraude foi detectada, suspenderam o benefício, e com isso eles vieram tentar em Sergipe", falou Márcio.

A idosa deverá responder pelo crime de estelionato. Já o casal, foi indiciado e liberado após oitiva em virtude da inexistência de mandato de prisão.

*Com infomações de Adalci de Souza

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo