Trezena dos motoqueiros não está liberada pela PM, alerta comandante

Oficial garante que informações propagadas em redes sociais são falsas e que infratores serão punidos devidamente.
por Redação do Portal Itnet
02/06/2016 08:06h

Por Iane Gois

Em mais um ano das festividades alusivas a Santo Antonio, padroeiro de Itabaiana (SE), a trezena dos motoqueiros volta a ser alvo de polêmica em virtude de muitos condutores aproveitarem o momento para, sem escapamento nas motos e ignorando exigências do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), fazer baderna.

Ao jornalismo do portal, o tenente-coronel PM Rolemberg, comandante do 3º Batalhão, informou que foi procurado por uma comissão organizadora representando os motociclistas para que a polícia militar apoiasse o cortejo em homenagem ao padroeiro e, inicialmente, acordou-se pela colaboração do comando para uma festividade ordeira, respeitando o que rege o CTB, mas a decisão precisou ser revista.

"A comissão nos procurou e, ante o entendimento da tradição, todo um planejamento havia sido feito de modo a garantir que a trezena dos motoqueiros ocorresse de forma legal, sem a inquietude que já virou característica do evento. Entretanto, a ação militar sofreu alteração por conta da deturpação do que fora acordado", informou o comandante.

Ainda segundo Rolemberg, a revisão no apoio se deu por conta de, nas redes sociais, ter havido a viralização de comunicações afirmando que estaria liberado pela polícia o desordenamento durante a madrugada e primeiras horas do domingo (5), o qual compromete o sossego dos munícipes.

"Esse entendimento errado nos fez recuar, porque não podemos compactuar com a ilegalidade. Somente uma lei pode revogar outra lei. Assim, quem for pego infringindo as normas será devidamente penalizado, e desde já asseguramos que estaremos redobrando a fiscalização", alertou o oficial.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo