Onça-parda é capturada em cidade sergipana

O animal estava entrando na fase adulta, tendo aproximadamente 10 anos de idade.
por Redação do Portal Itnet
28/06/2016 17:20h

Por Itnet, da redação.

Uma onça-parda foi capturado segunda-feira (27) na zona rural do município de Santa Luzia do Itanhy, distante 76 Km de Aracaju. A espécie não era vista no estado há cerca de 30 anos e é considerada o segundo maior felino, depois da onça pintada.

Onça-parda é capturada em cidade sergipana

O Secretário Adjunto de Meio Ambiente de Estância, Edivaldo Ribeiro, relata que ao ser notificado sobre o caso acionou o IBAMA (O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e o Pelotão Ambiental da Polícia Militar. O animal foi retirada da árvore, mas acabou se espantando com a presença de moradores e foi para uma outra árvore, tornando assim mais difícil a condução da ação.

Em decorrência de outras diligências e a tentativa sem sucesso de capturar a onça, as equipes do IBAMA e Pelotão Ambiental retiraram-se do local. À tarde populares conseguiram laçar o animal, que em seguida foi levado por Fiscais da Secretaria do Meio Ambiente para uma mata, no povoado do Crasto no município de Santa Luzia do Itanhy.

Veja nota do Secretário Adjunto de Meio Ambiente de Estância, Edivaldo Ribeiro:

 Gostaria de comunicar que as fotos que estão sendo postadas em redes sociais sobre a captura de uma onça parda na região da rua da palha é verídica. Recebi nesta manhã algumas ligações referente a uma onça que estava refugiada no perímetro urbano da rua da palha, povoado de Santa Luzia do Intanhy no alto de uma árvore. Fui in loco constatar a veracidade do fato narrado e imediatamente entrei em contato com o Ibama/SE e o Batalhão Ambiental da Polícia Militar do Estado de Sergipe e toda a as três equipes agiram em conjunto pela parte da manhã. A onça foi retirada da árvore e com a presença de moradores foi espantada para uma outra árvore, tornando assim mais difícil a condução da ação.

As equipes por motivos de cumprimento das diligências retiraram-se do local, resultando assim a saída naturalmente da mesma.

A equipe do DEMMA da cidade de Estância retornou ao local na parte da tarde após alguns moradores amedrontados com o felino laçarem e capturarem o mesmo. Realizamos todos os procedimentos de abordagem e condutas técnicas de pré-veterinárias no animal e após os procedimentos realizamos a soltura na região da mata atlântica próximo ao povoado Crasto.

Registro que o fato de ser um animal em extinção nos levou a realizar tal ato de atenção durante todo esse dia. Agradeço aos moradores da Rua da Palha e a equipe do DEMMA da cidade de Estância. Segue abaixo o vídeo mostrando a soltura do felino.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo