Política

Mulheres reeditam disputa ao cargo majoritário em Nossa Senhora Aparecida (SE)

Vera e a empresária Jeane da Farmácia são pré-candidatas na cidade sergipana.
por Redação do Portal Itnet
11/07/2016 13:53h

Por Aparecido Santana, redação Itnet.

Em um país em que a presença feminina no poder público é minúscula, duas mulheres duelarem pelo cargo majoritário municipal é um fato atípico. A pequena cidade de Nossa Senhora Aparecida (SE) foge à regra e tem pelo segundo pleito seguido a disputa entre duas mulheres.

vera e jeane da farmacia

A atual Prefeita Verônica Santos Souza (PMDB) reafirmou recentemente que seu nome está mantido como pré-candidata a reeleição da cidade que leva o nome da padroeira do Brasil. O curioso é que escolheu como vice uma outra mulher, a vereadora Adriana Oliveira, conhecida como Adriana de Zé Cutia (PSC).

vera e jeane da farmacia

Agrupamento da Prefeita Vera.

Quem tenta tirar o comando da gestão municipal de Vera é a comerciante Jeane Barreto de Jesus, a Jeane da Farmácia. A empresária do PR, concorreu ao pleito de 2012 e apesar de não obter êxito foi responsável pela campanha mais concorrida dos últimos anos na cidade, com uma diferença de 184 votos. No domingo (10) ela se reuniu com seus aliados e definiu uma pré-candidatura com seu nome como cabeça de chapa, tendo como vice Marcel Lima (PSDB).

lideranças jeane

Agrupamento de Jeane da Farmácia.

O postulante ao cargo de vice no agrupamento de oposição é neto de Eronildes, o ex-prefeito que renunciou ao cargo em maio de 2004, ocasião em que Vera era vice e assumiu o município, a partir de então ela não sabe o que é perder uma eleição. A gestora, que deixou a salas de aula para entrar na disputa política venceu duas e almeja a terceira. Em 2008, ela apoiou Antônio Muniz (PMDB), que saiu vitorioso em uma disputa contra o irmão Paulo. Um fato que chama atenção, é que atualmente eles trocaram de agrupamento.

A Prefeita tem em seu agrupamento seis dos nove vereadores, e embora apareça como favorita, a sua aprovação no município tem diminuído. A baixa na administração da gestora é decorrente da diminuição no volume de obras e ações, se comparado ao seu mandato anterior. Ela também teve o seu emocional abalado com a morte de seu esposo, Antônio Andrade, que tinha uma função importante na administração e na coordenação das campanhas.

Em outubro os 6.436 eleitores aparecidenses definirão qual mulher comandará os destinos do município pelos próximos quatro anos. Dada a confirmação da vencedora, pelo menos uma promessa deve ser cumprida, andar a pé por 7 quilômetros na Romaria da cidade que é comemorada no dia 12 de outubro.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo