Educação

72 escolas da rede estadual de ensino serão reformadas

Autorização de invesimentos de R$ 12 MI já foi assinada pelo Governo.
por Redação do Portal Itnet
04/08/2016 17:07h

O governador Jackson Barreto assinou a ordem de serviço para a realização de obras de reforma em 72 escolas da rede estadual de ensino, num investimento da ordem de R$ 3 milhões, neste primeiro momento.

A solenidade ocorreu nesta quinta-feira, 4, no auditório do Banese, em Aracaju, e reuniu diretores de escolas, professores, alunos, representantes de entidades e agremiações estudantis. O secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, recepcionou o governador, estudantes, professores e diretores.

As obras de intervenção física de manutenção e recuperação iniciarão de imediato, e prevê-se que em até três meses já apresentem resultados finais.

Para a execução dos serviços, a Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop) realizou um processo de concorrência, que resultou em cinco lotes de obras para contemplar todas as diretorias regionais de educação. Neste primeiro monte serão contempladas unidades escolares em 33 municípios.

"Temos feito reformas permanentes e também construções de novas escolas, a exemplo da Seixas Dórea, em Nossa Senhora do Socorro. No sentido de atender às reivindicações de alunos, professores e grêmios estudantis, em tempo de dificuldade, a Seed fez uma licitação de obras de pequena monta e envolveu um grande número de escolas de todas as diretorias regionais, as que estão mais precárias e, ao mesmo tempo, as que precisam adequar as redes elétricas e modernização", explicou o governador.

Educação como agenda positiva

Para ele, não se tem uma agenda mais positiva do que cuidar da Educação. Barreto reconheceu que faltam ainda muitos investimentos nessa área, mas que de junho de 2013 até o momento já foram entregues 61 escolas totalmente reformadas e ampliadas. Outras 38 deverão ser entregues ainda este ano, perfazendo 99 unidades escolares.

Foram citadas como exemplo as reformas das escolas estaduais 8 de Julho, a Especial João Cardoso do N. Júnior, a Escola Professora Ofenísia Soares Freire, em Aracaju; Estadual Armindo Guaraná, em São Cristóvão; do Colégio Leonardo Gomes de Carvalho Leite, em Cristinápolis; Colégio Benedito Barreto do Nascimento, Umbaúba; e Escola Estadual Dionísio Machado, em Indiaroba; além dos Centros Profissionalizantes de Nossa Senhora do Socorro, Nossa Senhora das Dores e Umbaúba.

O governador ainda lembrou que os R$ 3 milhões aplicados serão somente nesta primeira investidura, já que até o final de dezembro de 2017, o total das obras de pequena monta chegará ao investimento de R$ 12 milhões.

Mudanças significativas na educação

O secretário Jorge Carvalho destacou que os investimentos realizados na Educação de Sergipe revelam o compromisso do governador Jackson Barreto em tempos difíceis, mas que estão ajudando a mudar o quadro da educação no Estado.

Ele elencou mudanças na parte visível, que seriam as obras físicas; em recursos humanos, e na parte que ele chamou de mais importante por interferir diretamente na qualidade do ensino.

"São 15 anos sem ampliar a oferta da matrícula. Em 2000 tínhamos 160 mil matriculados e em 2016 passamos para 180 mil alunos na rede, um crescimento de 12%, ou seja, 20 mil alunos a mais", disse.

O trabalho considerado por ele como silencioso, mas de grande relevância para a educação de Sergipe, vem pouco a pouco seguindo grandes passos.

"O Colégio Estadual Maria das Graças Menezes Moura, em Itabi, concorreu com mais de 8 mil escolas de todo o Brasil e se consagrou vencedora no Prêmio Nacional de Gestão Escolar. A preparação dos alunos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em que no primeiro exame simulado do Ministério da Educação Sergipe ficou abaixo da média nacional, com 510 pontos, e no segundo exame, pontuou 533, ficando na média nacional, além da melhoria no desempenho de qualidade da educação", destacou

Para ele, isso demonstra compromisso e crescimento. "Revela que estamos avançando. É um trabalho silencioso, mas que com investimentos na qualidade do ensino, serão mostrados resultados. Mesmo com as dificuldades, com as fragilidades e a crise econômica, estamos caminhando, afirmou Jorge Carvalho.

Agremiações estudantis e diretores satisfeitos

Os representantes da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas de Aracaju (Umesa), da União Sergipana dos Estudantes Secundaristas (Uses) e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) foram unânimes ao afirmar que a assinatura é uma vitória para os mais de 180 alunos da rede pública estadual.

"Nós nos sentimos mais animados para continuar a luta, porque sabemos das nossas conquistas nesse processo", disse Jonathan Hora, presidente da Umesa.

Para Jan Victor Souza, presidente da Uses, o dia a dia de luta pela escola de qualidade continua, por acreditar em mais melhorias. Ele ressaltou que um passo já foi dado, mas que é necessário reconhecer que medidas vêm sendo tomadas pelo Governo de Sergipe e pela Secretaria de Estado da Educação.

"Iremos continuar exigindo melhorias e não vamos deixar que as empresas vencedoras da licitação não cumpram o que foi licitado", destacou.

Márcio Ângelo, presidente da Ubes, agradeceu aos representantes do Governo por dar esse passo no caminho para uma escola de qualidade.

Para a aluna do Colégio Estadual Nelson Mandela, Fernanda Rosa, que também é integrante do Grêmio Estudantil, as obras de pequena monta para a escola chegarão em boa hora, já que a parte hidráulica do banheiro necessita, emergencialmente, de reparos.

"É uma conquista dos estudantes também. Corremos bastante atrás indo à Seed, conversando com os gestores, e agora o governador assinou a liberação das obras. Estamos satisfeitos", afirmou.

Segundo a diretora, Maria Cláudia Barreto Sobral, da Escola Estadual José Gumercindo, em Boquim, as reformas não só contemplam os estudantes e professores, mas toda a comunidade.

"São reformas necessárias e urgentes. Os pais reivindicam uma escola melhor. Corremos atrás e conseguimos", disse.

Estavam presentes os secretários de Governo Sales Neto (Comunicação), Valmor Barbosa (Infraesturura), Augusto Gama (Planejamento, Orçamento e Gestão), os deputados estaduais Garibalde Mendonça (presidente da Assembleia Legislativa), Conceição Vieira, Jeferson Andrade, a superintende executiva da Educação, Marieta Barbosa, além de diretores das regionais de Educação e diretores de departamentos da Seed.

Ascom Seed

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo