Saúde e Ciência

Eficácia do uso do fio dental na escovação é baixa, diz estudo

EUA já removeram recomendação em diretrizes.
por Redação do Portal Itnet
04/08/2016 17:23h

O uso do fio dental é uma das recomendações mais universais de saúde pública. No entanto, há poucas provas de que usar fio dental realmente funciona. Ainda assim, a prática vem sendo recomendada há décadas por governos, associações de odontologia e fabricantes de fio dental. Quando o governo federal dos Estados Unidos divulgou suas diretrizes alimentares para os americanos este ano, a recomendação de uso de fio dental tinha sido removida. Em carta para a agência Associated Press, o governo afirmou que a efetividade de usar o fio dental nunca foi pesquisada de forma adequada.

A Associated Press revisou as pesquisas mais rigorosas conduzidas na última década, focando em 25 estudos que comparavam, de maneira geral, o uso de escova de dentre com o uso da combinação de escova com fio dental. Os resultados? Eles mostram que a evidência para a eficácia do uso do fio dental é "fraca", "não confiável" ou de qualidade "muito baixa".

"A maior parte dos estudos falham em demostrar que usar fio dental é efetivo de maneira geral na remoção de placa", diz uma revisão conduzida no ano passado. Outra revisão de 2015 fala em "evidência inconsistente/fraca" para o uso do fio dental e uma "falta de eficácia".

Uma revisão de estudos de 2011 concluiu que o uso de fio dental está associado a uma pequena redução em casos de inflamação de gengiva, que pode evoluir algumas vezes para doenças de gengiva mais graves. Mas os pesquisadores classificaram a evidência como "não confiável". Um comentário publicado em uma revista de odontologia afirmou que qualquer benefício seria tão pequeno que poderia nem ser notado pelos usuários. Até as empresas produtoras de fio dental têm dificudade de conseguir evidências consistentes que comprovem que o uso do produto reduz placa ou gengivite. São essas empresas que geralmente pagam e algumas vezes conduzem essas pesquisas.

A Procter & Gamble, que alega que seu fio dental combate placa e gengivite, recorre a um estudo que durou duas semanas, que foi considerado irrelevante na revisão de 2011.

O porta-voz da Johnson & Johnson Marc Boston diz que o fio dental ajuda a remover a placa, mas declinou em comentar sobre estudos que afirmam o contrário.

O fio dental também pode, ocasionalmente, fazer mal. Se passado de forma errada, ele pode prejudicar a gengiva. Apesar de a frequência com que isso ocorre não ser clara, o fio dental pode deslocar bactérias ruins que podem invadir a corrente sanguínea e causar infecções perigosas, especialmente em pessoas com imunidade baixa, segundo a literatura médica.

O dentista Tim Iafolla, dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH) dos Estados Unidos, afirmou que os padrões científicos mais altos foram aplicados na análise das revisões sobre o uso de fio dental, "então seria apropriado derrubar as diretrizes de uso de fio dental". Apesar disso, ele acrescentou que os americanos deveriam continuar com o hábito.

"O risco é baixo e o custo também", ele disse. "Sabemos que tem uma possibilidade de funcionar, então nos sentimos confortáveis em dizer para as pessooas fazerem isso."

Da Associated Press

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo