Economia

Setembro iniciará com reajuste no valor do gás de cozinha

Aumento deverá atingir 35% até meados de 15/09.
por Redação do Portal Itnet
31/08/2016 07:46h

Por Iane Gois DRT 1458/SE

Indispensável em toda a cozinha, o gás liquefeito de petróleo, tradicionalmente conhecido como gás de cozinha, terá preço reajustado a partir desta quinta-feira (1º) em virtude de ajustes operacionais e dos dissídios coletivos que ocorrem anualmente no mês de setembro.

Inicialmente o aumento repassado ao consumidor final será de 15%, o equivalente a cerca de R$10, mas ainda em setembro, até o dia 15, em média, um novo acréscimo será anunciado pela Petrobrás e pesará mais uma vez no bolso do cidadão um percentual de 15 a 20%, que somado ao do primeiro totalizará de 30 a 35%.

De acordo com o empresário itabaianense Tony Almeida, sócio em empresa no ramo de distribuidora de gás há 55 anos no mercado, o momento é de tensão, tendo em vista a situação de crise da Petrobrás, e o reflexo é direto para empreendedores que, inclusive, estão sofrendo com a falta do produto. "Há dois meses a falta de gás vem sendo um problema. O gás está sendo buscado em Alagoas, Pernambuco e isso influencia no custo total", disse ele ao portal.

Quanto custaAtualmente, em Itabaiana (SE), o preço médio do botijão de 13kg varia entre R$ 50 e R$ 62. Não havendo tabelamento nem fixação de valores mínimos ou máximos, o custo é de responsabilidade da distribuidora, sendo considerados valor de compra, qualidade do produto, entrega em domicílio, dentre outros.

PromoçãoPara minimizar o impacto na renda do trabalhador, o paliativo encontrado foi a venda de vale gás com validade de 1 ano, garantindo ao cliente a compra do botijão ao valor atual. "Aqui os clientes poderão comprar até três vales por residência e durante o prazo de 365 dias eles terão a compra garantida sem o preço reajustado", destacou Tony, que orientou que as pessoas evitem o armazenamento de gás em casa tanto como medida preventiva de acidentes, como também por conta dessa falta de produto que já se faz dura realidade no estado.

Gostou? Compartilhe:

Veja Também
Comentários