Cidade

Preslen: após terceira fuga, SSP-SE e Sejuc fazem intervenção

Superlotada, a unidade prisional já estava parcialmente interdita por ordem judicial.
por Redação do Portal Itnet
11/10/2016 09:08h
Atualizado em 11/10/2016 09:09h
Militares e agentes reforçaram revista na unidade. Foto: divulgação/SSP-SE
Militares e agentes reforçaram revista na unidade. Foto: divulgação/SSP-SE

Após a terceira fuga registrada em cerca de dez dias no Presídio Regional Senador Leite Neto (Preslen), em Nossa Senhora da Glória (SE), Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-SE) e Secretaria de Justiça  e de Direito ao Consumidor ( (Sejuc) se unem para ação interventiva na unidade prisional.

De acordo com informações da assessoria de comunicação da SSP-SE, cerca de 100 militares atuam na atividade de contenção na manhã desta terça-feira (11), estando envolvidos Corpo de Bombeiros, Grupamento Tático Aéreo (GTA), Choque, Ciopac, Coe, 4º BPM, CPMI e agentes penitenciários do Gope  (Grupo de Operações Penitenciárias Especiais). Cães farejadores também estão auxiliando na busca por drogas.

Segundo relatos do presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores da Secretária de Justiça do Estado de Sergipe (Sindpen), Luciano Nery, à imprensa, além da superlotação, a falta de estrutura no presídio é uma realidade que contribui para as fugas.

Conforme a SSP, atualmente O Preslen abriga um total de 351 detentos, número que confirma a superlotação, vez que a capacidade máxima é de cerca de 190 detentos.

Em decisão judicial o juiz de direito Hélio de Figueiredo Mesquita Neto, da 7ª Vara Criminal, já havia deliberado pela interdição parcial do Preslen por entender que o presídio abriga mais do que o dobro da capacidade. A operação tem o comando do tenente-coronel PM Iranildo Campos, comandante do Comando de Policiamento Militar do Interior (CPMI). Contudo, os presídios são de responsabilidade da Sejuc.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo