Cidade

Prefeitura de Itabaiana atrasa em até 05 meses repasses a entidades sem fins lucrativos

Olímpica de Itabaiana não deveria receber subvenções em 2016, de acordo com a legislação eleitoral, mas uma parcela foi paga ao time de futebol.
por Redação do Portal Itnet
31/10/2016 17:21h
Atualizado em 31/10/2016 17:27h

Por Aparecido Santana, redação Itnet.

O Prefeito Valmir de Francisquinho (PR) atrasou em até 05 meses, os repasses de instituições sem fins lucrativos do município, que prestam relevantes serviços nas áreas da educação, assistência social, cultural e esportiva em Itabaiana.

A Associação Itabaianense dos Universitários, que atende aos anseios da classe acadêmica teve uma subvenção aprovada no legislativo no valor de R$ 250.000 mil reais, valor dividido em 10 parcelas de R$ 25.000. Com quatro meses em atrasos, os associados que atualmente pagam R$ 120 podem ter um aumento da taxa.

Instituições que promoções ações culturais, e projetam a cidade para além das fronteiras sergipanas e cultivam a identidade local também recebem as subvenções. É o caso da Filarmônica Nossa Senhora da Conceição e da Sociedade Filarmônica 28 de Agosto (SOFIVA). A Filarmônica recebe anualmente R$ 100 mil reais, divididos em 10 parcelas de 10 mil reais e está com 05 em atraso. Segundo o presidente e maestro, Valtenio Alves, esses valores são essências para o pagamento dos 30 profissionais que trabalham como professores e monitores de 1.048 crianças. A Sociedade Filarmônica 28 de Agosto (SOFIVA), a mais nova instituição musical do agreste sergipano, que tem levado a boa música para todo o estado e para outros locais do país, também está com um mês em atraso. A instituição recebe 10 parcelas de R$ 2 mil reais anualmente da Prefeitura de Itabaiana, um recurso necessário para o pagamento dos monitores.

A Associação Olímpica de Itabaiana recebe R$ 150 mil reais por ano, divididos em 5 parcelas de R$ 30 mil reais, o que garante a manutenção do elenco para as próximas temporadas do clube que participará em 2017 do Sergipano, Copa do Brasil, Brasileiro Série D e Copa do Nordeste. Em entrevista ao programa Show do Esporte da FM Princesa, o presidente Amilton Gomes revelou que a equipe encerrou a temporada 2016 com um défict de aproximadamente R$ 120.000,00. Amilton Gomes confirmou que, dos quatro repasses da subvenção aprovada pela Câmara de Vereadores - 4 parcelas de R$ 30.000,00 - a Prefeitura Municipal de Itabaiana efetuou apenas um pagamento, fato que contribuiu para que a equipe não reunisse condições de quitar todas as dívidas referentes ao corrente ano.

De acordo com Lucas Cardinali, subprocurador da prefeitura, a Olímpica de Itabaiana não deverá receber os repasses deste ano, uma vez que a legislação eleitoral permite o pagamento na condição de já ter sido repassado em exercícios anteriores, e no ano de 2015 o time teve esse valor cancelado. Ao ser questionado sobre a parcela que o presidente do Itabaiana disse já ter sido paga, ele informou não ter conhecimento.

Outra instituição que tem reconhecida legitimidade social em Itabaiana é A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE). A organização não governamental se caracteriza pela educação de crianças e adultos especiais, com cuidados necessários para seu desenvolvimento adequado e a Câmara aprovou repasses anuais de R$ 10 mil, divididos em 10 parcelas de R$ 1000 reais.  Não conseguimos contato com a instituição para confirmar se há atrasos.

O jornalismo do Portal Itnet entrou em contato o Secretário de Comunicação, Carlos Ferreira, que atendeu a primeira ligação e pediu 30 minutos para falar com o prefeito, e em seguida não mais atendeu o telefone. Também entramos em contato com Valdirene Rocha, Secretária da Fazenda, mas ela disse só poder falar sobre o assunto na quinta-feira, dia 03, após retornar os trabalhos da prefeitura. O Portal Itnet continua à disposição para esclarecimentos através do e-mail jornalismo@itnet.com.br ou pelo telefone (79) 3431-8777.

Gostou? Compartilhe:

Comentários
Veja Também