Policial

Estelionatário tenta aplicar golpe milionário e é preso em Propriá

Com mandado de prisão em aberto e respondendo inclusive por crime similar, Lucas pode ter feito vítimas em outros estados, segundo a polícia.
por Iane Gois
11/11/2016 11:47h
Atualizado em 11/11/2016 11:59h
Lucas Trindade, preso em Propriá (Foto: SSP/divulgação)
Lucas Trindade, preso em Propriá (Foto: SSP/divulgação)

Por Iane Gois

Uma tentativa de golpe aplicada contra um corretor de imóveis culminou na prisão de Lucas Menezes da Trindade, de 22 anos, fato ocorrido na última quarta-feira (9) no município sergipano de Propriá.

Segundo informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública de Sergipe (SSP-SE), o profissional do segmento imobiliário foi procurado por Lucas, que se apresentou como empresário interessado em investimento milionário, cerca de R$ 9 mi, no sentido de aquisição de bens na região.

Ante a manifestação, o corretor se dirigiu com Lucas a alguns imóveis e posteriormente fechou negócio com a compra de uma fazenda no município de Canhoba, no valor de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais), e lotes no município de Japoatã, que custaram R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais), transação que seria homologada no dia seguinte.

Contudo, o tempo servira para que o corretor, desconfiado ante a divergência de informações prestadas por Lucas, buscasse aparato legal e, na delegacia de Propriá consultasse maiores dados sobre o empresário milionário, oportunidade em que a polícia constatou mandado de prisão em aberto pela Justiça Federal do Rio Grande do Sul contra o suposto comprador, que responde por crimes de estelionato, porte ilegal de arma de fogo e denunciação caluniosa.

Com base no resultado da consulta, a polícia se dirigiu ao hotel em que Lucas estava hospedado e efetuou a prisão. No local foram encontrados diversos cheques sem fundos, extratos bancários, confirmando a ação criminosa que acredita-se ter sido praticada em outras cidades do país.

Outras possíveis vítimas do suspeito devem se apresentar à delegacia mais próxima para registro de boletim de ocorrência.

Gostou? Compartilhe:

Comentários
Veja Também