Internacional

Avião com equipe da Chapecoense cai e mata 76 dos 81 passageiros

Time catarinense disputaria, na Colômbia, a primeira partida da final da Copa Sul-Americana nesta quarta.
por Iane Gois
29/11/2016 07:21h
Atualizado em 29/11/2016 09:59h

Por Iane Gois

O avião que levava a delegação da Chapecoense para disputar, na próxima quarta-feira (30), a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, em Medellín, na Colômbia, caiu em uma região montanhosa de difícil acesso quando se aproximava do Aeroporto Rosé Maria Córdoba, em Rionegro, perto de Medellín, na madrugada desta terça-feira (29).

Informações extraoficiais dão conta de que toda a delegação da Chapecoense e jornalistas estavam a bordo do voo que partiu do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, na tarde de segunda-feira (28). No total 81 pessoas, 72 passageiros e nove tripulantes, ocupavam a aeronave.

A perda do contato com a torre de controle se deu por volta das 22h15 no horário local, 1h15 pelo horário de Brasília, quando foi informado o registro de emergência em decorrência de falha elétrica.

De acordo com autoridades colombianas, dos 81 passageiros apenas cinco sobreviveram, sendo eles os jogadores Alan Ruschel, Danilo e Follmann, um jornalista e um comissário. Comenta-se que uma outra vítima ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

(Foto: Facebook Associação Chapecoense de Futebol)
(Foto: Facebook Associação Chapecoense de Futebol)

Entre as vítimas estava o jogador sergipano, zagueiro no time catarinense, Thiego. Em comunicado, o clube de Santa Catarina informou que espera pronunciamento oficial da autoridade aérea colombiana sobre o acidente.

Lamentando o ocorrido, a Conmebol cancelou o jogo da final Sul-Americana de Futebol.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo