Policial

Presos mandante e executor do assassinato do policial civil Sidnei

Homicídio aconteceu na tarde de sábado (10) em Itabaianinha. Sepultamento aconteceu no domingo (11).
por Iane Gois
12/12/2016 08:01h
Atualizado em 12/12/2016 08:04h
Autor e mandante do crime contra o policial Sidnei (Foto: Ascom/SSP)
Autor e mandante do crime contra o policial Sidnei (Foto: Ascom/SSP-SE)

Por Iane Gois

A ação rápida de agentes do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e de policiais lotados na Delegacia de Itabaianinha resultou na prisão dos responsáveis pelo homicídio do policial civil Sidnei Santos Soares, 57 anos, mais conhecido como 'Sidnei pistolinha', morto na tarde do último sábado (10) no referido município sergipano.

Segundo informações do delegado de polícia André Davi, R$ 700 foi o preço pago pelo mandante para que outra pessoa efetuasse os disparos de arma de fogo que ceifaram a vida do policial. Foram presos Ronilson Batista de Souza, conhecido como Pilico, suposto autor, e André Santos Dias, acusado de ser o mandante.

Ainda conforme o delegado, “o executor não sabia que a vítima era policial e o mandante não relatou qual teria sido a motivação”. Ambos deverão ser indiciados por homicídio doloso, dada a intenção de matar.

 Com os suspeitos foram apreendidos a arma de fogo, o veículo utilizado na fuga, capuz e o casaco que o algoz usava, e o dinheiro recebido como pagamento pelo cumprimento do serviço ilegal.

 Equipes do Grupamento Especial de Repressão e Busca da Polícia Civil (Gerb) e da Polícia Militar também participaram do trabalho.

Cortejo fúnebre (Foto: TV Sergipe/Reprodução)
Cortejo fúnebre (Foto: TV Sergipe/Reprodução)

 O CRIME

 Há 25 anos atuando na Polícia Civil e atualmente integrando a equipe da Delegacia de Propriá, Sidnei foi surpreendido no momento em que estava em um bar no povoado Jardim, município de Itabaianinha. O corpo dele foi sepultado no domingo (11) no Cemitério da Cruz Vermelha, em Aracaju (SE).

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo