Política

Jucá será o novo líder do governo no Senado e André Moura no Congresso

As informações são da colunista Andreza Matais, do jornal O Estado de S. Paulo.
por Redação do Portal Itnet
05/03/2017 08:06h
Atualizado em 05/03/2017 08:10h

Por R7 notícias 

O presidente Michel Temer bateu o martelo neste sábado (4) e definiu o senador Romero Jucá (PMDB-RR) como novo líder do governo do Senado e o deputado André Moura (PSC-SE) como líder do governo no Congresso. As informações são da colunista Andreza Matais, do jornal O Estado de S. Paulo.

Michel Temer escolheu Jucá como novo líder do governo no Senado e André Moura como líder no Congresso
Montagem/Itnet


Jucá irá substituir Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), nomeado para o Ministério das Relações Exteriores no lugar de José Serra (PSDB-SP), que deixou a pasta por motivos de saúde. Ao assumir a liderança do governo no Senado, Jucá deixa vaga a liderança do Congresso, que será ocupada pelo deputado André Moura (PSC-SE). 

De acordo com o jornal, a nova configuração no Congresso tem o objetivo de acalmar André Moura que ameaçava organizar seu grupo, o Centrão, contra o governo depois de perder o cargo de líder na Câmara. Com a base apaziguada, Temer avalia que será mais fácil conseguir aprovar as reformas. Moura foi líder do governo na Câmara até o inicio desta ano, quando perdeu o posto para Aguinaldo Ribeiro (PP-AL). 

Jucá

Colecionador de polêmicas, Romero Jucá subiu na tribuna do Senado em fevereiro para defender o foro privilegiado a políticos. Após a fala, em entrevista disse que "se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada". Depois pediu desculpas pelo uso da expressão.

Foi ministro do Planejamento de Temer por uma semana e meia. Pediu demissão após a divulgação de áudios  em que sugere um "pacto" para barrar a Lava Jato ao falar com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Na conversa, Jucá fala da necessiade de "estancar a sangria". O senador responde a oito inquéritos do STF, sendo dois da Operação Lava Jato, um sobre fraudes na construção da Usina de Belo Monte e um na Operação Zelotes. 

Gostou? Compartilhe:

Veja Também
Comentários