Nacional

Crustáceo guaiamum está na lista de animais em extinção e sua comercialização está proibida

A proibição da comercialização do crustáceo afetará bares e restaurantes que o servem com frequência
por Redação do Portal Itnet
20/03/2017 09:14h
Atualizado em 20/03/2017 09:17h

 O Ministério do Meio Ambiente publicou no Diário Oficial da União do dia 06 de março, a informação de que a captura e comercialização do crustáceo Guaiamum está proibida em todo o Brasil, pelo fato desse animal estar com risco de entrar em extinção.

Sua comercialização está liberada até o dia 30 de abril, para estabelecimentos onde há guaiamuns estocados. Quem desobedecer a norma será punido por crime de caça a animal silvestre, com multas entre R$ 5 mil e R$ 10 mil.

O Guaiamum é um tipo de carangueijo bastante consumido em bares e restaurantes como tira-gosto e acompanhante de bebidas. Em Sergipe, sua comercialização é notória tanto em Aracaju como também no interior. O Guaiamum é procurado no Estado principalmente por turistas. Apenas membros do Instituto Chico Mendes (ICMBio) poderão capturar o crustáceo, como fonte de estudo e pesquisa.

 

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo