Saúde e Ciência

O uso do óleo de coco leva a perda de peso?

Por Aline Rezende, nutricionista
por Redação do Portal Itnet
24/03/2017 16:11h

A obesidade é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal no indivíduo. Além de ser considerada uma doença, a obesidade é fator de risco para o desencadeamento de uma série de outras doenças, como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo II. No Brasil, de acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), cerca de 18 milhões de pessoas são consideradas obesas.

Na tentativa de diminuição do peso corporal, muitas pessoas aderiram à ideia da ingestão de óleo de coco para o emagrecimento. Acreditam que o mesmo acelera o funcionamento do organismo, acelerando também a queima da gordura. No entanto, não temos nenhum estudo conclusivo confirmando a eficácia do óleo de coco no emagrecimento.

A SBEM e a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO) posicionaram- se frontalmente contra a utilização terapêutica do óleo de coco com a finalidade de emagrecimento, considerando tal conduta não ter evidências científicas de eficácia e apresentar potenciais riscos para a saúde.

A SBEM e a ABESO afirmam que o uso do óleo de coco pode ser prejudicial para os pacientes devido à sua elevada concentração de ácidos graxos saturados, como ácido láurico, não recomendando também o uso regular de óleo de coco como óleo de cozinha, sendo preferível para essa finalidade, o uso moderado de óleos vegetais com maior teor de gorduras insaturadas (como soja, oliva, canola e linhaça).

Considerando que não há qualquer evidência nem mecanismo fisiológico de que o óleo de coco leve à perda de peso, concluímos mais uma vez que a melhor forma para perda e manutenção do peso corporal é uma dieta equilibrada associada a prática de atividade física.

Por Aline Rezende Alves.
CRN 5 - 5055.
Nutricionista pela Universidade Federal de Sergipe.
Especialista em Nutrição Clínica – Metabolismo, Prática e Terapia nutricional pela Universidade Estácio de Sá.

Gostou? Compartilhe:

Comentários
Veja Também