Opinião

07 de abril, dia do jornalista: o peso de carregar o poder de informar

Por Taís Cristina, editorial
por Redação do Portal Itnet
07/04/2017 15:17h

Quando comecei o terceiro ano, em 2012, tinha muitas dúvidas sobre a profissão que iria seguir, mas, por me identificar muito e gostar, optei pelo jornalismo, porque se tem algo que me fascina na vida é ouvir e contar histórias de vida, e de alguma maneira, poder ajudar as pessoas, seja com uma palavra dita, ou um exemplo mostrado.


Hoje, 2017, estou prestes a me formar em jornalismo pela Universidade Federal de Sergipe, e não tenho dúvidas de que escolhi a profissão certa para mim. Ao contrário do que a maioria pensa, ser jornalista não tem tanto glamour assim; até os profissionais mais famosos, como Fátima Bernardes, por exemplo, ralam muito e dedicam muito de sua vida à profissão.


Apesar de vivermos em uma época onde a grande parte desacredita da profissão, e acha que a grande mídia somente aliena, o jornalismo continua sendo muito importante na nossa sociedade, principalmente por denunciar, fazer cobranças e contar muitas histórias de vida, que merecem ser conhecidas.


Aliada a isso, está a responsabilidade que nós, jornalistas, carregamos. Informar, nem sempre é fácil, e uma informação errada pode destruir pessoas e acabar com reputações. Por isso e para isso é que eu vejo a necessidade de jornalistas por formação. Aquela ideia de que “todo mundo sabe noticiar e relatar fatos” precisa ser repensada.


Isso é dever de quem, através de longos quatro anos de curso, estudou e aprendeu o que é ética e como fazer o melhor jornalismo, pensando sempre na integridade das pessoas e principalmente, respeitando-as. Os jornalistas merecem respeito, merecem valorização e merecem sim, ser reconhecidos pelo esforço para conseguir o diploma. Parabéns a todos os profissionais por este dia, que ele venha junto com muitas conquistas.

Gostou? Compartilhe:

Comentários
Veja Também