Policial

Operação Babel: PC detalha segunda fase da investigação a processos licitatórios envolvendo a Emsurb

Objetivo é investigar possíveis irregularidades nos contratos referentes à coleta de lixo em Aracaju
por Redação do Portal Itnet
10/04/2017 20:56h

Por SSP/SE

Na tarde desta segunda-feira, 10, a Polícia Civil, por meio do Departamento de Repressão contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap), apresentou detalhes de um trabalho investigativo contínuo sobre possíveis irregularidades nos contratos referentes à coleta de lixo na capital sergipana.

Como resultado das investigações, foi preso José Antônio Torres Neto, proprietário da empresa Torre, por fraude processual (majorada). Além disso, foram afastados dos cargos que exercem José de Araújo Mendonça Sobrinho, presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb); Márcio Zylberman, assessor de planejamento da Emsurb; Sylvia Emília Cardoso B. M. de Calazans, presidente da Comissão de Licitação; Rosenice Figueiredo Machado, procuradora chefe da Emsurb; José Roberto Gomes do Carmo, gerente operacional da Emsurb; e José Reinaldo de Souza, diretor de Limpeza Urbana da Emsurb. Os crimes investigados pela equipe de direção da Emsurb são os de fraude a processos licitatórios, estelionato (majorado) e associação criminosa.

“Na primeira fase da operação foram cumpridos mandados de busca. Com base neles, foram obtidas informações importantes sobre ações que eram realizadas na Emsurb, e isso gerou duas necessidades nessa etapa seguinte. Inicialmente ocorreu a prisão do proprietário da Torre, José Antônio Torres Neto, pois ele tinha ciência de um mandado de busca e apreensão de aparelhos smartphones utilizados por ele, mas optou deliberadamente em entregar outros aparelhos, tentando iludir a Polícia e a Justiça na primeira fase da operação. Em razão disso, houve nova expedição de busca de equipamentos pela 3ª Vara Criminal e a prisão preventiva decretada. Durante o cumprimento do mandado de prisão, novamente José Antônio tentou ocultar evidências, jogando o aparelho no lixeiro do local onde foi preso”, destacou Alessandro Vieira, delegado geral da Polícia Civil.

Prisão

A prisão de José Antônio Torres Neto, sócio-proprietário da Torre Empreendimentos Rural e Construção LTDA, ocorreu na manhã de domingo, 09, em um hotel localizado no bairro Stiep, cidade de Salvador/BA, de propriedade do mesmo grupo empresarial. José Antônio chegou a Aracaju por volta das 17h e foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde realizou exame de corpo de delito. Posteriormente, foi encaminhado à 1ª Delegacia Metropolitana, no bairro Leite Neto, onde permanece à disposição da justiça.

“Desde 15 de setembro do ano passado, a partir das denúncias realizadas pela empresa Cavo - atual responsável pela coleta de lixo em Aracaju - contra a empresa Torre, investigamos possível corrupção na coleta de lixo da capital sergipana. A primeira fase da operação Babel foi realizada no dia 21 de março, quando cumprimos 13 mandados de busca e apreensão, com o intuito de reunir informações para que as investigações prosseguissem”, destacou o delegado Gabriel Nogueira, responsável pelas investigações da operação Babel.

Direção da Emsurb

O delegado Alessandro Vieira explicou que a atual direção da Emsurb vinha praticando atos que implicam em possível fraude à licitação e outros delitos. “A Justiça optou em afastar o grupo como forma de zelar pelo patrimônio público da Prefeitura de Aracaju. A conclusão do inquérito ocorrerá na próxima terça-feira, 18, momento em que será encaminhado à Justiça. Na oportunidade, os resultados também serão apresentados à imprensa durante coletiva”, finalizou.

Gostou? Compartilhe:

Veja Também
Comentários