Justiça

Decisão de primeira turma do Supremo Tribunal vai levar goleiro Bruno de volta à prisão

Bruno foi solto em março, após cumprir seis anos e meio de prisão pelo assassinato de Eliza Samúdio
por Redação do Portal Itnet
25/04/2017 16:35h

Por três votos a um, a primeira turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o goleiro Bruno Fernandes deve voltar à prisão. Ele estava em liberdade desde março desse ano, e atuava como goleiro do Boa Esporte de Minas Gerais.

Os ministros Alexandre de Moraes, Luis Fux e Rosa Weber votaram pela volta de Bruno à prisão; somente Marco Aurélio Melo foi contra a prisão do goleiro. Bruno foi condenado em 2013 pela morte de Eliza Samúdio, com a qual ele tinha um filho. O crime aconteceu em 2010. Eliza era amante do goleiro e foi morta brutalmente, aos 25 anos de idade.

Bruno havia sido condenado a 17 anos de prisão, e quando foi solto em março, havia cumprido apenas seis anos e meio. Antes do crime, Bruno tinha uma carreira brilhante; era goleiro do Flamengo, e já era considerado um dos melhores do Brasil.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo