Policial

Operação Cariri desarticula organização criminosa que fraudava instituições financeiras

Em Sergipe, organização é responsável por promover golpes que resultaram em um prejuízo de aproximadamente R$ 1 milhão
por Redação do Portal Itnet
20/05/2017 15:47h
Atualizado em 22/05/2017 08:29h

A Polícia Civil de Sergipe, por meio do Complexo de Operações Policiais Especiais (COPE), apresenta na manhã da próxima segunda-feira, 22, às 08h, na sede do COPE, detalhes de uma investigação que resultou na prisão de uma organização criminosa especializada em crimes contra o patrimônio, mediante fraude contra clientes de instituições financeiras não apenas em Sergipe, como em outros estados.

Em Sergipe, a organização é responsável por diversas atuações contra correntistas e instituições financeiras. Entre os golpes, destacam-se dois promovidos em julho e setembro de 2016, que resultaram em um prejuízo aproximado de R$ 1 milhão.

A operação, intitulada Cariri, ocorreu em quatro estados. A primeira fase, deflagrada na cidade do Rio de Janeiro na terça-feira, 16, resultou na prisão de três criminosos da organização flagrados em posse de documentos falsos e diversos cartões clonados. A segunda fase, ocorrida na quinta-feira, 18, ocorreu simultaneamente nas cidades de São Paulo/SP, Novo Oriente/CE e Fortaleza/CE, resultando na prisão de sete pessoas. Por fim, na sexta-feira, 19, na cidade de Araripina/PE, as equipes do COPE efetuaram a prisão de mais um integrante da organização.

Além dos presos, que agiam praticamente em todo Nordeste e em outros estados do país, foram apreendidos vários equipamentos utilizados para a prática dos crimes, cartões magnéticos clonados, além de veículos e bens que foram identificados como proveito do crime.

Um total de 30 policiais civis do COPE e da Divisão de Inteligência (DIPOL) participaram da operação, além de equipes da polícias Militar e Civil dos respectivos estados.

Na oportunidade, estarão presentes à coletiva a delegada-geral da Polícia Civil, Katarina Feitoza, o diretor do COPE, delegado Dernival Eloi e a delegada Mayra Moinhos, do COPE, responsável pelas investigações, para dar mais informações sobre a operação. Também, na ocasião, será feita a apresentação dos presos.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo