Saúde e Ciência

TCE atesta espera de até 15 meses na marcação de exames em Unidade onde pacientes se acorrentaram

por Redação do Portal Itnet
09/06/2017 16:53h

Por TCE/SE

Motivado por denúncia veiculada na imprensa local, o Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) constatou, através de inspeção extraordinária, o mau funcionamento da Unidade de Saúde Hugo Gurgel, localizada no bairro Coroa do Meio, em Aracaju, com destaque para o excessivo retardamento para realização de exames e consultas. Para chamar atenção para o problema, pacientes se acorrentaram ao portão da unidade.

O processo foi levado ao Pleno na última quinta-feira, 8, pelo conselheiro Ulices Andrade, cujo voto, aprovado por unanimidade, foi pela aplicação de multa de R$ 10 mil ao ex-gestor da Saúde municipal, Antônio José Saraiva de Almeida, que respondia pela pasta quando a inspeção ocorreu, nos dias 21 e 28 de julho de 2016.

Nas visitas à Unidade, a equipe técnica do TCE constatou as irregularidades denunciadas, detectando, inclusive, solicitações de exames com espera de até 15 meses, sem a devida autorização e sem expectativa para a sua realização.

Segundo o relatório, também foi verificada a lentidão de consulta com médicos especialistas, além da inexistência de condições de segurança necessárias à preservação do patrimônio e da integridade física de usuários e servidores.

O colegiado então decidiu pela procedência da representação, que teve como autor o procurador José Sérgio Monte Alegre, do Ministério Público de Contas, com base em reportagem do Jornal da Cidade, do dia 12 de abril de 2016.

Além de noticiar o mau funcionamento da Unidade, a reportagem destacou a situação de dois pacientes que se acorrentarem na porta do local.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo