Saúde e Ciência

Hospital de Câncer de Barretos (SP) inaugura unidade de prevenção em Lagarto

cerca de 165 mil mulheres serão beneficiadas por ano
por Redação do Portal Itnet
19/06/2017 15:15h

Sergipe recebeu uma unidade fixa de diagnóstico e prevenção do Hospital de Câncer de Barretos (HCBarretos) nesta segunda-feira, 19, em Lagarto (SE). Referência mundial e nacionalmente, o Instituto de prevenção 'Anna Hora Prata' teve vinda planejada após o senador Eduardo Amorim conhecer Henrique Prata, diretor-presidente do HCBarretos, e tentativa de viabilizar o projeto já praticado em alguns estados do Brasil. Além da clínica, Sergipe também receberá em definitivo a unidade móvel, uma carreta que se deslocará em 19 cidades para complementar o projeto.

"Nada é impossível para quem sabe onde quer chegar, principalmente, quando seu objetivo é a construção do bem. Esse é um sonho que vira realidade. Adicionamos emendas para o HCBarretos e sugiro à bancada sergipana que repita esse gesto para que os serviços sejam contínuos. Essa unidade atenderá mulheres sergipanas, que poderão diagnosticar precocemente a doença e evitar óbitos", explicou Eduardo Amorim ao rememorar que "apesar disso, não abrimos mão da construção do Hospital de Câncer de Sergipe".

Segundo Henrique Prata, a inauguração em Lagarto foi um resgate e um sonho de família. "Fui muito feliz quando encontrei o senador Eduardo, que conseguiu levantar as origens dessa família, dessa história tão bonita, de uma família tão temente a Deus, que quebrou todos os protocolos de nunca fazer injustiça de tratar um pobre diferente de um rico. E aí me sinto muito mais orgulhoso quando eu vim saber da história de minha bisavó. Com essa história, eu resolvi buscar o meu melhor parceiro, que resolveu investir em câncer mais de 15 milhões para o Hospital de Câncer de Barretos, que é o instituto Avon", explicou.

O presidente do HCBarretos informou que o Unidade em São Paulo realiza seis mil atendimentos todos os dias. São qautro mil em Barretos, 1.400 em Fernandópolis e Jales e 600 em Porto Velho (RO). Além disso, todas as unidades realizam 1.500 cirurgias todos os meses. A instituição possui diversos centros de tratamento e prevenção espalhados por todo o Brasil. Além dos Hospitais em Barretos, Jales e Porto Velho e do Instituto de Prevenção de Fernandópolis, o Hospital tem também centros de diagnóstico e prevenção em Campo Grande (MS), Ji-Paraná (RO), Nova Andradina (MS) e Juazeiro (BA). Nas cidades de Campinas (SP), Macapá (SP) e Lagarto (SE), os projetos estão em andamento avançado.

Segundo Raphael Haikel, médico responsável pelas unidades de prevenção da instituição, cerca de 165 mil mulheres serão beneficiadas por ano. Os atendimentos públicos serão realizados em Lagarto e em mais 20 cidades através da unidade móvel de prevenção (carreta equipada com máquinas de exames).

A princípio serão atendidas mulheres de 40 a 69 anos para exames de mamografia, que não tenham tido câncer de mama e que sejam residentes nas 20 cidades. A unidade fixa de Lagarto vai fazer biopsia e diagnósticos de pacientes de outras cidades.

Cidades atendidas pela unidade móvel

Itabaiana, Areia Branca, Carira, Ribeirópolis, São Miguel do Aleixo, Nossa Senhora Aparecida, Campo do Brito, São Domingos, Moita Bonita, Malhador, Frei Paulo, Macambira, Pinhão, Pedra Mole, Riachão do Dantas, Simão Dias, Poço Verde, Tobias Barreto, Salgado.

Cidades atendidas pela unidade fixa

Lagarto, Itabaiana, Areia Branca, Carira, Ribeirópolis, São Miguel do Aleixo, Nossa Senhora Aparecida, Campo do Brito, São Domingos, Moita Bonita, Malhador, Frei Paulo, Macambira, Pinhão, Pedra Mole, Riachão do Dantas, Simão Dias, Poço Verde, Tobias Barreto, Salgado.

Com informações Ascom Eduardo Amorim.

Gostou? Compartilhe:

Comentários
Veja Também