Tecnologia

Alunos apresentam games produzidos durante curso de Desenvolvimento de Jogos

A apresentação dos trabalhos aconteceu na manhã desta quinta-feira.
por Redação do Portal Itnet
13/07/2017 17:11h

Alunos do curso de Desenvolvimento de Jogos do Senac/SE apresentaram os games produzidos por eles durante o curso. A atividade marcou o encerramento das aulas, que culminaram na criação de nove jogos eletrônicos, entre 2D e 3D. A apresentação dos trabalhos aconteceu na manhã desta quinta-feira, 13 de julho, e foi acompanhada por alunos de outros cursos e também por funcionários da instituição.

Segundo o instrutor Francisco Farias, o diferencial da turma foi a criação de um jogo FPS (First Person Shooter), o primeiro desta categoria desenvolvido dentro do Senac/SE. Para que um game se enquadre nesta classificação, é preciso que o jogador enxergue o cenário à sua frente a partir do ponto de vista do personagem do jogo, como se os dois fossem a mesma pessoa.

"Foi a primeira turma de Games que eu assumi e já começamos com esse desafio. Desenvolver um FPS não é uma tarefa tão simples quanto parece. Mas quando, no início do curso, perguntei que tipo de jogo eles queriam criar, eles disseram que queriam aprender a desenvolver um FPS. Então fomos buscar uma maneira para que eles pudessem fazer isso em quatro semanas, e eu acho que o resultado foi muito bom para tão pouco tempo", avaliou Francisco.

Novas possibilidades

Entre os alunos, o sentimento era de terem descoberto um novo mundo, cheio de possibilidades. É o caso de Polliana Silva. Graduada em Tecnologia da Informação, a aluna buscava um curso no qual pudesse desenvolver a criatividade. "Queria aprender, aprimorar o que eu já sabia, e a área de Desenvolvimento de Jogos mexe muito com a criatividade. Eu gosto da possibilidade de criar algo novo, do zero, algo meu. Gostei muito do curso e agora descobri um hobby que pode virar uma profissão", declarou.

"Sempre tive vontade de aprender mais sobre games, pois eu gosto muito de jogar. E eu também tenho a intenção de criar algo diferente, revolucionário, sempre estou pensando em fazer coisas novas. Quero me unir aos meus colegas e criar algum jogo educativo, pois é o que está em ascensão no momento", disse Lucas Almeida Azevedo.

Para o programador de computadores Felipe Rocha Monteiro, o curso foi a chance de descobrir novas habilidades. "Eu sou programador, mas nunca havia produzido jogos. Então eu quis aprender a criar games e desenvolver mais habilidades nas outras áreas da programação. Espero levar esta atividade como profissão daqui em diante", afirmou Felipe.

Aerton Castro Oliveira é apaixonado por games desde criança. Para aprender a criar seu próprio jogo, o aluno de Ciência da Computação se matriculou no curso do Senac/SE. "Quando eu era criança, me inscrevi numa rede social infantil online que, na verdade, era um jogo. Quando descobri que esse jogo foi desenvolvido no Brasil, surgiu a vontade de criar os meus próprios jogos. Então vi que o curso fazia parte do portfólio do Senac e resolvi me inscrever. Pretendo permanecer nessa área e usar os conhecimentos adquiridos durante o curso para continuar desenvolvendo jogos no futuro", planeja Aerton.

Por Helmo Góes

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo