Política

Conselheiro do TCE vota pela rejeição das contas de Ribeirópolis de 2009 quando Uíta Barreto era prefeita

No total, 29 processos e protocolos foram julgamos no TCE na tarde de hoje.
por Redação do Portal Itnet
13/07/2017 20:35h

Ocorreu na tarde desta quinta-feira, 13, no Tribunal de Contas do Estado (TCE) o julgamento de 29 processos e protocolos de prefeituras sergipanas. O conselheiro Ullices Andrade votou pela rejeição das contas anuais de Ribeirópolis no ano de 2009, quando Uíta Barreto era prefeita.

Outros conselheiros votaram pela rejeição de contas de vários outros municípios do estado. A sessão foi presidida pelo conselheiro Clóvis Barbosa.

Confira a votação de cada conselheiro:

Ulices Andrade votou pela rejeição das Contas Anuais da Prefeitura de Ribeirópolis, referentes ao exercício 2009, de interesse de Evanira do Nascimento Barreto; pelo arquivamento de denúncia da Secretaria Municipal de Educação de Estância, de interesse do Sintese;

Luiz Augusto pela regularidade das Contas Anuais da Fundação de Apoio à Pesquisa e a Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe, referentes ao exercício 2012, de interesse de José Ricardo de Santana, e pela irregularidade, com glosa de R$ 9.583,64, multa de 10% sobre esse valor e multa de R$ 3 mil.


A conselheira Susana Azevedo votou ainda pela rejeição das Contas Anuais da Prefeitura de Lagarto, referentes ao exercício 2007, de interesse de José Rodrigues dos Santos, e da Prefeitura de Nossa Senhora da Glória, referentes ao exercício 2015, de interesse de Francisco Carlos Nogueira Nascimento; pela aprovação, com ressalvas, das Contas Anuais da Prefeitura de Pedra Mole, referentes ao exercício 2006, de interesse de Milton Batista Carvalho, e da Prefeitura de Tomar do Geru, referentes ao exercício 2007, de interesse de Iara Soares Costa; pela irregularidade das Contas Anuais da Câmara de Muribeca, referentes ao exercício 2008, de interesse de Jean Nascimento; pela regularidade, com ressalvas, das Contas Anuais da Câmara de Poço Verde, referentes ao exercício 2011, de interesse de Gilson Santos do Rosário; pela irregularidade, com multa de R$ 6 mil, das Contas Anuais da Câmara de Siriri, referentes ao exercício 2013, de interesse de José Almir dos Santos Barreto, e pelo arquivamento de denúncia da Prefeitura de Aquidabã, de interesse de Marcos José Barreto e Síntese.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo