Saúde e Ciência

Samu registra aumento no número de atendimentos

O atendimento às ocorrências geradas por meio do 192 passaram de 17.542 em fevereiro para 19.159 em junho
por Redação do Portal Itnet
22/07/2017 09:36h
Atualizado em 22/07/2017 10:23h

Por Agência Sergipe de Notícias 

As equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Sergipe se empenham para oferecer assistência pré-hospitalar à população, seja por meio de ambulâncias de suporte básico ou mesmo de suporte avançado. O atendimento às ocorrências geradas por meio do 192 passaram de 17.542 em fevereiro para 19.159 em junho.

Segundo o superintendente do Samu, Márcio França, o acréscimo reflete o comprometimento das equipes e a adoção de estratégias que visam otimizar ao máximo o desempenho das viaturas que estão em circulação em todo o Estado.

“Encontramos o Samu numa situação delicada. Embora com sistema de fluxos muito bem definido, houve a necessidade de investir em melhoria de equipamentos para que esses fluxos fossem desempenhados com mais qualidade. Até que 30 novas ambulâncias cheguem, processo esse já agilizado através de envio de empenho para empresa responsável, realizamos o remanejamento de viaturas nos municípios, deslocando-as para localidades onde há maior necessidade de assistência, atentando também para o período em que cada localidade tende a apresentar mais demandas para o Samu, ou seja, é realizado um estudo de perfil estatístico para melhor atender os sergipanos”, garantiu Márcio França.

O superintendente ainda destaca que os resultados que surgiram por meio dessas estratégias continuam sendo positivos. Em abril, 18.315 ocorrências foram atendidas pelo Samu. Quase 1300 a mais, comparado às ocorrências somadas em março. Até a última quinta-feira, 20, a Sala de Dados e Informações (SDI) do Samu já havia registrado o atendimento a 11.030 ocorrências, o que aponta para o total de 19.600 até o final do mês, conforme estimativas. Para o superintendente, a ampla assistência já realizada pelo Samu em Sergipe ainda tende a alcançar novos patamares, tanto em quantidade de atendimentos quanto em qualidade.

“Ainda teremos 26 novas ambulâncias de pequeno porte que serão usadas para demandas inter-hospitalares na própria Rede Estadual da Saúde, além da compra de 30 novas motolâncias, visto que as quatro que disponibilizávamos para atendimentos somente na capital não estavam em condições de uso. As mudanças não param por aí. Todos os veículos que dispõe o Samu terão serviço completo de reforma nas oficinas credenciadas à SES. Ou seja, se hoje temos menos e fazemos mais, teremos mais equipamentos e uma assistência capaz de reduzir o tempo resposta de cada dos que recorrem ao Samu”, acrescentou o gestor.

Trotes

A fim de que o serviço pré-hospitalar móvel de urgência seja realizado com qualidade e apto a atender o maior número de chamadas que realmente necessitem de atendimento, Márcio trata da problemática dos trotes emitidos à Central de Regulação do Samu. “Em janeiro, registramos o total de 4.683 chamadas falsas, um número excessivo que se associa às férias escolares. Tanto que em junho a SDI registrou emissão de 2.011 trotes ao Samu. Números esses que ainda são somados aos números relacionados às chamadas feitas por engano”, esclareceu o superintendente.

Durante todo o ano, a campanha ‘Sou Amigo do Samu – Não passo trote’ realiza atividades em escolas, centros comerciais e até no trânsito, abordando crianças, jovens e adultos sobre a prática criminosa, que é a emissão de chamadas falsas ao 192. As ações conscientizadoras são realizadas pelas equipes do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Samu, que trata dessa problemática destacando as principais consequências causadas pelos trotes.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo