Justiça

Gestores fecham matadouros de três municípios em Sergipe, entre eles Campo do Brito e Macambira

Falta de recursos impede adequações exigidas pela Adema.
por Redação do Portal Itnet
05/09/2017 09:46h
Atualizado em 05/09/2017 09:53h

Os matadouros de Itabi, Macambira e Campo do Brito foram fechados por seus respectivos gestores municipais por problemas financeiros, que impossibilita o cumprimento de exigências da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema).

O órgão aponta uma série de irregularidades nas estruturas, e as gestões concluíram que seria inviável manter abertos os abatedouros. Outros municípios que também foram notificados e deverão, pelo menos, se manifestar sobre a situação dos matadouros são Ribeirópolis, Itaporanga e Salgado.

Caso as adequações não sejam cumpridas no tempo estabelecido, as administrações municipais serão multadas e os abatedouros, interditados. O valor da pena pode variar de R$ 50 a R$ 150 mil para cada prefeitura. Os matadouros das cidades citadas apresentavam diversos problemas, como a falta de câmaras frigoríficas, abatimento desumanizado e descarte irregular dos dejetos dos animais mortos.

O prefeito de Macambira Luciano de Vital disse em entrevista a uma emissora de rádio que o município foi notificado há três anos atrás, mas não conseguiu cumprir com as exigências. Por conta disso, decidiu agora encerrar as atividades, em nome da lei. Ele disse também que o abate foi transferido para Itabaiana.

Com informações da Infonet

 

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo