Saúde e Ciência

Nutrição infantil: lancheira saudável para crianças, como deve ser?

A introdução de alimentos saudáveis na infância é essencial para o crescimento, desenvolvimento e manutenção da saúde.
por Redação do Portal Itnet
28/11/2017 09:08h

A introdução de alimentos saudáveis na infância é essencial para o crescimento, desenvolvimento e manutenção da saúde. A preferência por frutas, verduras e alimentos integrais nessa fase resultará em hábitos alimentares saudáveis por toda vida. Estudos mostram que fatores ambientais podem influenciar na escolha alimentar da criança, como a alimentação dos pais, as condições socioeconômicas, a alimentação em grupo, a influência da televisão e dos cuidadores.

A formação do paladar infantil está diretamente relacionada aos hábitos familiares. Uma criança que cresce com adultos que consomem alimentos industrializados, ricos em açúcares e gorduras, tende a preferir alimentos não saudáveis. Sendo assim, a refeição da família deve ser saudável e variada. Muitas crianças se alimentam de forma correta nas principais refeições (café da manhã, almoço e jantar), no entanto, nos lanches elas se alimentam com produtos ultraprocessados (salgadinhos, bolachas, macarrão instantâneo, suco de caixinha) que aumentam o risco de dislipidemias (aumento dos colesteróis), diabetes, obesidade e outras doenças.

No momento de preparar a lancheira os pais devem saber que ela precisa conter os alimentos mais saudáveis possíveis, respeitando a preferência da criança. Uma boa opção é deixar que elas participem da organização da mesma, para incentivar o consumo dos alimentos escolhidos.

Uma lancheira saudável deve contemplar vários grupos alimentares. Os carboidratos, de preferência integrais, para o fornecimento de energia (cereais, bolachas integrais, bolo integral, pão integral, biscoito de polvilho), devem ser sempre embrulhados com papel alumínio ou plástico filme para manter o sabor original. Os alimentos desse grupo podem ser preparados de maneira saudável, com a substituição da farinha de trigo refinada pela integral, aveia ou biomassa de banana verde. O açúcar comum pode ser trocado pelo mascavo e o achocolatado utilizado em algumas preparações pode ser substituído por cacau em pó. Os cereais sem açúcar são boas opções para um lanche saudável.

As frutas e legumes (salada de frutas, salada de legumes, maçã, ameixa, banana, alface, cenoura) deixam a refeição mais colorida e nutritiva, o que melhora as defesas do organismo. Prefira as frutas da estação por serem mais nutritivas e possuírem menos agrotóxicos. Colocar as frutas cortadas ou optar por aquelas que podem ser consumidas com casca ou que sejam fáceis de descascar. Todas as frutas e legumes devem ser previamente higienizados.

Os leites e derivados (leite, iogurte, queijo, patê de frango ou patê de atum) também devem estar presentes. São fontes de proteínas que ajudarão na promoção do crescimento e desenvolvimento do organismo. Como estragam com facilidade, devemos tomar alguns cuidados. No caso do iogurte, podemos congelar e colocar na lancheira térmica pouco antes de ir à escola.

Deve conter ainda uma bebida (água de coco ou suco de fruta natural), além da garrafa de água para ingestão no período escolar como forma de hidratação. O ideal é preparar o suco o mais próximo possível da saída de casa ou congelá-lo e na hora de organizar a lancheira colocá-lo em garrafa térmica para que ele descongele aos poucos até o consumo.

Para crianças que possuem práticas alimentares inadequadas, não se deve retirar todos os alimentos de uma vez, nem recompensá-las ou castigá-las por ingerir certos alimentos. A melhor medida é a reeducação, com estabelecimento de metas e dias para o consumo dos novos alimentos. Evite manter a mesma opção de lanche para que a criança não perca o interesse, e sempre utilize lancheiras térmicas, pois elas permitem um melhor condicionamento da comida. Aos poucos o seu filho começará a entender a importância da alimentação para saúde.

Lancheira saudável

Exemplo 1:  kiwi com chia + sanduíche integral + água de coco.
Exemplo 2: salada de frutas + bolo integral + suco natural de fruta.
Exemplo 3: maçã + barra de cereal + iogurte.

Por Aline Rezende Alves.
CRN 5 - 5055.
Nutricionista pela Universidade Federal de Sergipe.
Especialista em Nutrição Clínica – Metabolismo, Prática e Terapia nutricional pela Universidade Estácio de Sá.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo