Cidade

Itabaiana: Hospital Regional libera corpo de vítima de arma de fogo para sepultamento sem passar antes pelo IML. Entenda

De acordo com o Superintendente do Hospital, o corpo foi liberado por um equívoco do médico que deu o laudo de óbito.
por Redação do Portal Itnet
04/12/2017 09:59h

A liberação de um corpo feita por um médico do Hospital Regional de Itabaiana causou grande polêmica na cidade. Entenda:

Na tarde de ontem, 03, um adolescente de 17 anos deu entrada no Hospital Regional de Itabaiana após ser baleado. Ele passou por uma cirurgia, porém no período da noite não resistiu e veio a óbito dentro da unidade hospitalar. O que chama a atenção é que o corpo foi liberado pelo hospital para ser velado e sepultado sem passar antes pelo Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com a Legislação, todos os corpos provenientes de morte violenta devem passar por exames no IML, para atestar as causas e informações a respeito da morte. Nossa equipe entrou em contato com o Superintendente do Hospital Regional de Itabaiana Darcy Ribeiro e ele disse que aconteceu um equívoco por parte do médico que deu o laudo de óbito.

“Houve um equívoco do médico que operou o adolescente e concedeu o laudo de óbito, porque todos sabemos que neste caso o corpo deveria passar pelo IML antes de ser liberado para a família. A direção do hospital já chamou a atenção do mesmo e tomou as medidas cabíveis para concertar o erro”, afirma Darcy Ribeiro.

Após o fato, na manhã de hoje, 04, o corpo do adolescente, que estava sendo velado na residência de familiares foi recolhido por um rabecão do IML e conduzido à sede do instituto em Aracaju, para a realização dos exames. A morte do adolescente foi o homicídio de número 79 registrado em Itabaiana em 2017.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo