Saúde e Ciência

Polêmica: pacientes de Itabaiana e região que tem glaucoma estão sem receber o colírio para tratamento

De acordo com a Secretária de Saúde de Itabaiana Karla Mendonça, houve um corte nos recursos oriundos do Ministério da Saúde.
por Redação do Portal Itnet
20/02/2018 10:13h

Já faz alguns dias que este assunto tem ganhado notoriedade na imprensa de Itabaiana: os pacientes do município e da região que sofrem com glaucoma estão sem receber o colírio para o tratamento. De quem é a culpa? Entramos em contato com Karla Mendonça, Secretária de Saúde do município para esclarecer a situação, já que o repasse dos colírios era responsabilidade da secretaria municipal.

De acordo com a Secretária, a distribuição dos colírios foi suspensa por conta de um corte no repasse feito pelo Ministério da Saúde em dezembro, através de uma portaria. “Nós tínhamos um repasse de R$ 190 mil, porém, o Ministério da Saúde o reduziu para R$ 55 mil e isso acarretou na suspensão da distribuição dos colírios, já que isso era feito com este dinheiro”, afirma Karla.

Porém, quem sofre com glaucoma não pode passar muito tempo sem utilizar o colírio, pois isso pode levar à cegueira. “Nossa equipe espera que o serviço seja normalizado, pois os pacientes precisam continuar com o tratamento”, diz ela, que afirmou também que tenta negociação com o Ministro da Justiça, para que a portaria seja anulada e o repasse volte ao valor anterior, de R$ 190 mil.

Existe um projeto do Ministério da Saúde que tem como foco a distribuição dos colírios. Enquanto isso, a Secretária afirma que tenta um recurso com o Governo do Estado, enquanto a situação não se normaliza. No município de Itabaiana, que abrange toda a região Agreste, cerca de 3 mil pacientes recebem o colírio e dependem dele para o tratamento.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo