Policial

Mulher é presa em Sergipe acusada de integrar quadrilha que agia em seis estados roubando pneus de caminhões

Em Sergipe, a prisão foi realizada pela delegacia de Campo do Brito com o apoio da Delegacia Especializada em Investigações Criminais - DEIC/NORTE.
por Redação do Portal Itnet
26/02/2018 08:36h

No último dia 24, policiais civis de Campo do Brito sob o comando da Delegada Michele Araujo, em apoio a Delegacia Especializada em Investigações Criminais - DEIC/NORTE, unidade da Polícia Civil do Tocantins, prenderam Jaqueline Silva de Andrade, 43 anos de idade.

A prisão, ocorrida em um condomínio de Aracaju, se deu em cumprimento a Mandado de Prisão Preventiva expedido pela comarca de Araguaiana, estado do Tocantins, após solicitação de apoio pelo Delegado Amaury Marinho, ex agente de Polícia Civil de Sergipe.

A operação policial denominada “CORSÁRIOS DO NORTE” contou com a participação do DHPP, DECA, 2º DP, 4ªDP (unidades da Polícia Cívil de Tocantins), Polícia Rodoviária Federal e Delegacia de Campo do Brito/SE, sob a coordenação da DEIC/NORTE daquele estado.

As investigações que identificaram a organização criminosa interestadual especializada na prática de roubos de conjuntos pneumáticos, peças e combustível de caminhões ocorridos em vários estado da federação, foram iniciadas em maio de 2017, após ocorrência de um roubo, em 19/05/2017, na cidade de Presidente Kennedy-TO. Na ocasião, foram apreendidos aproximadamente 100 conjuntos de pneus e rodas em uma residência em Araguaína-TO.

Foto: TV Anhanguera / Afiliada Rede Globo Tocantins

 

A partir dessa apreensão e do compartilhamento de informações com a PRF foi possível identificar os integrantes do grupo criminoso e outros crimes cometidos.

Ao verificar que o grupo se organizava para realizar outros crimes, a DEIC compartilhou informações coma PRF e a PMMG, o que possibilitou a prisão de Irineu de Jesus Sousa de 47 anos, vulgo “Chapa” e Antonio Michel Andrade Silva, de 27 anos, vulgo “Toninho”, em setembro de 2017, no estado de Minas Gerais. Na ocasião, Francisco Costa Santos, de 40 anos, veio a óbito após ser atingido por disparos de arma de fogo em confronto com os policiais.

Os 10 meses de investigação revelaram que Edimilson Passos Lima de 46 anos, vulgo “Sergipano”, e Jaqueline Silva de Andrade eram responsáveis por coordenar os roubos. Jaqueline Silva de Andrade fornecia os recursos materiais e financeiros para que o grupo pudesse realizar a empreitada criminosa.

Edimilson se encarregava de vender os pneus na cidade de Araguaína-TO, contando com a ajuda de Edvaldo, que trabalhava em uma borracharia onde comercializava os produtos oriundos dos roubos. Por sua vez, Irineu de Jesus Sousa, vulgo “Chapa”, Antonio Michel Andrade Silva, vulgo “Toninho” e Francisco Costa Santos eram responsáveis pela execução dos furtos e roubos.

Fonte: SSP/SE, com informações da Polícia Civil de Tocantins

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo