Opinião

Dia 08 de março, Dia da Mulher: numa sociedade machista, o que temos para comemorar?

Editorial, por Taís Cristina.
por Redação do Portal Itnet
08/03/2018 11:15h

Hoje, assim que acordei me peguei com diversas mensagens de parabéns pelo Dia Internacional da Mulher. Mas, na real mesmo, o que temos a comemorar no dia de hoje? Quais as vantagens e as bondades de ser mulher em uma sociedade tão machista e que exclui tanto como a nossa?

PRIMEIRAMENTE, as dificuldades enfrentadas por nós mulheres começam dentro de casa.

Desde pequena somos educadas diferente de como os meninos são; enquanto estes passam muito tempo brincando de bola e carrinho, nós, apenas nós, já somos ensinadas a ajudar nos afazeres de casa e a brincar de boneca – sim, porque aí a gente já aprende que no futuro, quase que como obrigação, seremos mamães.

SEGUNDO, as próprias mulheres, são as primeiras a serem machistas.

Quem nunca ouviu a frase: você não pode fazer isso, você é mulher, isso não é permitido para nós? Com certeza, todas nós já ouvimos, e com certeza também, da boca de outras mulheres. Enquanto nós mesmas pensarmos pequeno, com certeza, mais uma vez, não vamos para lugar nenhum. Se for da nossa vontade e pelo nosso bem, a gente tem que fazer sim, não vamos nos submeter!

Quantas vezes ouvimos que não devemos sair com roupa curta "porque vão falar mal de você", ou então "os homens vão te encarar com maus olhos"? E aí, onde está o problema? Em nossa roupa ou nos homens? 

TERCEIRO, ainda há muito o que lutar, ainda há muito chão...

É fato que ao longo dos anos conseguimos muitas conquistas, mas ainda há muito pelo que lutar. Há o que comemorar? Claro! Devemos comemorar principalmente a nossa força, garra e o nosso desejo de continuar sempre em frente. O dia a dia de mulheres não é fácil – mulher trabalha, é mãe, cuida da casa, do marido, de tudo, muitas vezes sozinhas. O que falta? Falta muito chão, ainda tem muita coisa pela frente, não podemos para por aqui, precisamos seguir cada vez mais em frente...

Vale a pena ser mulher? Vale sim, porque apesar de tudo, a gente sempre tá na luta com um sorriso no rosto. Lugar de mulher é onde ela quiser!

 

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo