Policial

Crime da Viúva Negra: mais dois acusados de envolvimento em homicídio ocorrido no mês de janeiro em Itabaiana são presos

Três pessoas já haviam sido presas anteriormente: a esposa da vítima e um casal. O crime aconteceu dentro da residência da vítima.
por Redação do Portal Itnet
16/03/2018 07:27h
Atualizado em 16/03/2018 08:26h

Policiais Civis lotados na Delegacia Regional de Itabaiana e na COPCI (Coordenadoria de Polícia Civil do Interior), sob a coordenação dos Delegados Fábio Santana, Élder Sanches e Lauana Guedes deflagraram a “Operação Finalizar” com o objetivo de prender os últimos envolvidos  no Homicídio o cidadão Jhonatan Bruno de Oliveira, crime que ficou conhecido nas redes sociais como “O Crime da Viúva Negra”.

RELEMBRE O CRIME:

Jhonatan Bruno de Oliveira foi encontrado morto, na noite de segunda-feira, no dia 15/01/2018, dia que estava completando 30 anos de idade. O crime foi praticado dentro de sua residência no Bairro Campo Grande. Os tiros foram direcionados, em sua maioria, contra o rosto da vítima.

Jhonatan Bruno de Oliveira, vítima

 

A equipe da DHPP passou a traçar uma linha de investigação com o escopo a identificar todos os envolvidos na morte de Jhonatan. Com efeito, no dia 07/02/2018, Andrielly (Ninha) e Fernando (Nandinho), foram presos em cumprimento aos mandados de prisão por suas comprovadas participações na execução de Jonathan, após adentrarem em sua residência, e atirarem em Jonathan.

Por sua vez, Mercia Gois, esposa de Jhonatan, foi presa no 09/02/2018 em cumprimento ao mandado de prisão, pois a investigação concluiu ser ela a mentora intelectual e a mandante do crime.

Cinco presos acusados de envolvimento no homicídio. Foto: Polícia Civil

 

O Delegado Elder Sanches, ressaltou que a investigação continuou para identificar todos os envolvidos, pois dentro  do contexto, traçado  na linha de investigação, mais  pessoas estariam envolvidas, pois alguns fatos ligados ao conluio entre mandante e executores  não se encaixavam. No dia de ontem, 15, mais dois envolvidos foram presos: Leandro de Jesus Santos e Matheus Santos Cruz, vulgo Cachorrão, por força de mandado de prisão.

O Delegado Elder Sanches esclareceu que: “eram as duas peças faltantes na morte de Jonathan, que com essas duas prisões a investigação se encerra de forma lógica e coerente, em um trabalho de equipe e inteligência que culminou na prisão de cinco pessoas que contribuíram para a execução de Jhonatan”. E finalizou dizendo que o trabalho da polícia judiciária é silencioso e meticuloso, e, em seu tempo próprio, chega implacavelmente à elucidação dos crimes. Os réus encontram-se a disposição do Juízo de Direito da Comarca, para compor o polo passivo de Ação Penal já em trâmite.

Fonte: DHPP/Polícia Civil de Itabaiana

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo