Cidade

Fan F1: bebê nasce na estrada por falta de médico na maternidade de Itabaiana

por Redação do Portal Itnet
03/04/2018 07:36h
Atualizado em 03/04/2018 08:07h

O parto da pequena Lorena Andrade Silva foi no banco de trás de um táxi que a trazia da cidade de Itabaiana  para Aracaju. Foi ontem, dia 02, de manhã, nas imediações do povoado Rio das Pedras, na zona rural do município do agreste sergipano. O pai, Ednei Pedro da Silva, 35, aparou o bebê que chegou à maternidade Nossa Senhora de Lurdes, em Aracaju, ainda preso pelo cordão umbilical. A mãe e a criança passam bem.

Segundo Ednei, foi tudo muito rápido. Por volta das 7 horas ele, a esposa Suelaine Bispo de Andrade Silva, 25, e uma amiga, chegaram à maternidade da cidade. “Estava fechada e da porta vi que só tinha uma pessoa lá dentro. Disse que estava com minha esposa no carro com dores de parto, mas a pessoa disse que o médico só ia chegar às 10h”.

Ele disse que vieram em direção a Aracaju, mas a criança nasceu antes de chegar à maternidade da capital. “Nasceu no banco de trás do carro, às 7h20, perto de Areia Branca. Minha esposa com a cabeça no colo da moça e o motorista. Só nós três. Eu aparei a minha filha. É lamentável uma cidade com mais de 80 mil habitantes ter uma maternidade sem médico. Mas graças a Deus, está tudo bem agora”, relatou Sidnei que comemora a chegada da segunda filha do casal.

Suelaine terminou o trabalho de parto na maternidade Nossa Senhora de Lurdes, mas não ficou internada lá por falta de vaga. Foi encaminhada à Maternidade da cidade de Nossa Senhora do Socorro onde permanece até amanhã. Na Maternidade São José, em Itabaiana, ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto.

Fonte: Portal Fan F1

De acordo com informações colhidas por nossa equipe, realmente não há médico obstetra plantonista na maternidade.

 

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo