Cidade

Agrese apresenta empresas interessadas na concessão da rodovia BR-235, de Aracaju a Itabaiana

O trecho em questão está situado entre a saída de Aracaju e o povoado Terra Dura, no município de Itabaiana.
por Redação do Portal Itnet
07/05/2018 15:34h
Atualizado em 07/05/2018 15:38h

Na manhã desta terça-feira (08), na sede da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Agrese), acontecerá a apresentação e posteriormente assinatura, do Termo de Autorização do consórcio, formado por três empresas, Sanpac Tecnologia Ambiental, P4 e Kappex, que manifestaram interesse em participar do Edital de Chamamento Público nº 03/2018, destinado a elaboração de estudos de viabilidade para concessão da rodovia. 

O Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), que tem como objeto a elaboração de estudos que demonstrem a viabilidade técnica e econômico-financeira para subsidiar a concessão da BR-235, no trecho rodoviário delegado ao Estado de Sergipe, conforme convênio celebrado com a União. O trecho em questão está situado entre a saída de Aracaju e o povoado Terra Dura, no município de Itabaiana, totalizando aproximadamente 54 quilômetros de extensão. 

Atualmente, a BR-235 é o principal eixo de integração de Aracaju com o interior do Estado, sendo também a principal ligação rodoviária com um dos principais polos turístico de Sergipe, o Cânion de Xingó, situado no município de Canindé de São Francisco. 

Após a apresentação e assinatura, será realizada uma visita técnica com os membros do referido consórcio e da comissão da Agrese, ao local objeto dos estudos. "Iremos analisar toda a documentação da empresa interessada e aprovação, conforme consta no edital nº 003/2018 e em seguida, faremos uma visita "in loco", para ajustar alguns pontos de atenção da concessão na rodovia," enfatiza o diretor presidente da Agrese, Luiz Hamilton Santana de Oliveira. 

De acordo ainda com diretor presidente da Agência Reguladora, a duplicação da BR-235 é um dos mais importantes investimentos para região sergipana. "A concessão da BR-235, sem ônus para o Estado, será muito importante por conta do imenso número de veículos que trafegam diariamente no trecho a ser duplicado, com isso diminuirá o tempo de deslocamento entre os municípios, além da segurança das pessoas em relação a acidente de trânsito. Como também, na questão do transporte de cargas que irá gerar mais economia e renda para a região por onde passa a BR-235", finaliza Hamilton Santana. 

Ascom/Agrese.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo