Cidade

Especial Itabaiana 130 anos: um argentino ceboleiro? É claro que Itabaiana tem!

Conheça a história de Federico Di Liscia, o cinegrafista do Portal e TV Itnet. Um argentino que já é filho de Itabaiana.
por Redação do Portal Itnet
28/08/2018 09:17h
Atualizado em 29/08/2018 07:38h

Para fechar esta série de reportagens especiais em homenagem a Itabaiana trazemos hoje a história de um argentino nato, mas que tem Itabaiana como o seu lar, o seu lugar, a sua terra.

Se você encontrá-lo caminhando nas ruas do centro, notar o seu sotaque diferente e perguntar de onde ele é, a resposta será essa: “Eu sou do Japão”.

É assim, com esse jeito engraçado [e irreverente] que o argentino Federico Di Liscia se tornou um filho propriamente dito de Itabaiana, e claro, pela sua popularidade já pode se tornar candidato a vereador, para como ele mesmo diz: “homenagear as pessoas colocando nome de rua”.

Em Itabaiana há seis anos, Federico, ou Argentino, como é conhecido por todos resolveu deixar o seu mundo [a Argentina] para se aventurar num mundo chamado Brasil, mais de perto em um planeta chamado Itabaiana. “Me mudei para cá pois havia conhecido uma sergipana, e decidi vim morar aqui [em Itabaiana] para ficar junto com ela".

Como todo recomeço, para ele não foi fácil se adaptar à vida, aos costumes e a tudo aqui, mas, como ele diz, “a recepção dos itabaianenses ajudou muito, eles me receberam de forma muito bonita”, conta.

Com um extenso currículo, não demorou a conseguir um emprego na cidade serrana. Começou fazendo bicos como fotógrafo, cinegrafista e há mais de um ano integra a equipe de peso do Portal e TV Itnet, fazendo “de tudo um pouco, mas fazendo o que gosta”, como ele mesmo diz.

Seu jeito irreverente faz com que em qualquer lugar que chegue [em qualquer lugar mesmo] faça sucesso e seja destaque. E o coração? É do tamanho da Argentina e do Brasil juntos! Está sempre disposto a ajudar quem está ao seu redor, seja no lado pessoal ou profissional, seja através de conselhos, um abraço ou de um puxão de orelha.

E o olhar crítico? Claro que tem! “Que país generoso!” É assim que Federico costuma brincar com as coisas engraçadas que ele vê por aqui, e que segundo ele, nunca fariam sucesso em sua terra. “Eu não compreendo porque as pessoas gostam tanto de sair correndo atrás de um caminhão (trio elétrico) com uns cantores em cima”. Foi uma das primeiras cenas diferentes (para ele) presenciadas aqui em Itabaiana quando chegou, em 2012.

Mas aposto eu que ele mesmo já começou a curtir as músicas do país generoso, e a cair na dança com elas. Não se espante se encontrar o argentino por aí atrás de um trio, afinal, ele já é um brasileiro e já curte nossas modas!

Perguntado sobre o que mais gosta em Itabaiana, a resposta foi essa aqui: “é sentir o cheiro de pão e canela logo cedo na padaria e também caminhar de minha casa até o meu trabalho sentindo o cheiro da serra na cara”. Para quem está se perguntando se ele pretende ir embora a resposta é não, porque ele escolheu a nossa terra para ser a sua terra. Que bom!

No dia de Itabaiana eu poderia ter escolhido tantas outras histórias para homenagear o município, mas escolhi essa porque acredito que são essas histórias que valem a pena contar, histórias de quem vem, gosta e fica, e faz de Itabaiana o seu lar, e ainda mais contribui para o seu crescimento.

Parabéns Itabaiana, por acolher tão bem os seus filhos adotivos! Parabéns Argentino! Parabéns por cuidar tão bem da gente!

Texto e fotos: Taís Cristina

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo