Política

Se até o dia da eleição o processo não for julgado, votos de Luizão Dona Trampi ficarão “engavetados”. Entenda

O caso de Luizão aguarda decisão do TSE. Os eleitores poderão votar nele, mas até o resultado do processo estes votos ficarão guardados.
por Redação do Portal Itnet
02/10/2018 09:50h

De acordo com informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), os votos do itabaianense candidato a deputado federal Luizão Dona Trampi (PSL) ficarão engavetados caso até o dia da eleição (domingo, 07), o seu processo não tenha sido julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Segundo o TRE, isto acontecerá com todos os candidatos que estejam até o momento com a candidatura indeferida esperando decisão do TSE. Os eleitores poderão votar nele, mas até o resultado do processo estes votos ficarão guardados.

Caso ao fim do processo a candidatura seja aprovada, os votos dele serão contados e então será possível que ele seja eleito (a depender do número de votos). Se o TSE não aprovar a candidatura, os votos serão anulados.

MINISTÉRIO PÚBLICO:

Foi o Ministério Público que pediu ao TRE o indeferimento da candidatura do itabaianense, porque de acordo com o MP, Luizão “não tem as condições de elegibilidade exigidas pela Constituição Federal”, isso porque ele está com os direitos políticos suspensos, por conta de uma condenação criminal transitada em julgado por homicídio culposo e lesão corporal culposa na direção de veículo automotor.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo