Política

IBOPE: Ciro vence Bolsonaro num segundo turno. Alckmin e Haddad empatam tecnicamente com o candidato do PSL

De acordo com o novo levantamento do instituto, se o segundo turno da eleição fosse hoje entre Bolsonaro e Ciro, Bolsonaro seria derrotado.
por Redação do Portal Itnet
04/10/2018 08:26h
Atualizado em 04/10/2018 08:27h

Faltam três dias para a eleição! O IBOPE divulgou ontem, 03, mais uma pesquisa para a eleição de domingo à Presidência. Jair Bolsonaro (PSL) segue liderando, seguido por Fernando Haddad (PT) e depois Ciro Gomes (PDT). Confira os números:

-Jair Bolsonaro (PSL): 32%
-Fernando Haddad (PT): 23%
-Ciro Gomes (PDT): 10%
-Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
-Marina Silva (Rede): 4%
-João Amoêdo (Novo): 2%
-Henrique Meirelles (MDB): 2%
-Alvaro Dias (Podemos): 1%
-Cabo Daciolo (Patriota): 1%
-Guilherme Boulos (PSOL): 0%
-Vera Lúcia (PSTU): 0%
-João Goulart Filho (PPL): 0%
-Eymael (DC): 0%
-Branco/nulos: 11%
-Não sabe/não respondeu: 6%.

Então, a maior possibilidade é que Bolsonaro e Haddad se enfrentem num segundo turno. Caso isso aconteça, segundo o instituto, os dois empatam tecnicamente, considerando a margem de erro. Veja:

O mesmo acontece se o segundo turno for entre Bolsonaro e Geraldo Alckmin:

Porém, se o segundo turno for entre Bolsonaro e Ciro Gomes, o candidato do PDT vence Jair. Confira:

Em relação ao levantamento do Datafolha divulgado na terça, 02, podemos ver a seguinte diferença: segundo o Datafolha, Bolsonaro vence  Haddad  no segundo turno, já para o IBOPE há um empate. Em relação a Ciro Gomes as duas pesquisas dizem o mesmo: o candidato vence Jair no segundo turno. No caso de Geraldo Alckmin, segundo o Datafolha ele vence Jair, já para o IBOPE os dois empatam.

A pesquisa foi registrada no TSE com o número: BR-08245/2018. No total, 3.010 eleitores foram ouvidos nos dias 1º e 02 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais e para menos e o nível de confiança é 95%. A pesquisa foi encomendada ao IBOPE pela TV Globo e "O Estado de S.Paulo".

*Fotos extraídas do G1.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo