Mulheres na política: Nos últimos anos elas ocuparam o cargo de vice-prefeita em Itabaiana

De modo geral, o espaço ocupado por mulheres no cenário político ainda é pequeno, mas na cidade esse fato chama a atenção.

*Matéria publicada originalmente dia 28 de dezembro de 2020



As eleições municipais de 2020 foram marcadas por representatividade entre os que foram eleitos. Mesmo assim, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no que diz respeito à representatividade feminina no cenário político o número ainda é baixo. Enquanto isso, em Itabaiana um fato chama a atenção.

Há 16 anos o município tem mulheres ocupando o cargo de vice-prefeita. Marcelle Sacramento Bezerra, procuradora municipal de Itabaiana e estudante do 6° período do curso de História, conta que essa era de mulheres ocupando o cargo começou nas eleições de 2004. Quando Maria Mendonça, ainda candidata a prefeita montou uma chapa feminina e escolheu Maria José, fundadora da loja Credimóveis para vice. Um forte nome do comércio e, consequentemente, experiente administradora. A chapa ganhou, dando início a essa história.


Nas eleições de 2008, Maria de Lourdes Machado Bispo, conhecida como Lurdinha, foi a vice do na época prefeito, Luciano Bispo. Marcelle relembra que ela era dentista, muito respeitada e querida por todos. Chegou para acrescentar na gestão, assumiu a secretária de saúde onde realizou vários trabalhos. Nos quatro anos seguintes, nas eleições de 2012 ela conseguiu se eleger novamente como vice-prefeita. Mas, agora na chapa do prefeito Valmir de Francisquinho.


Já nos últimos quatro anos, o posto de vice-prefeita foi ocupado por Carminha Mendonça. Eleita em 2016, juntamente com o prefeito Valmir que ia para o seu segundo mandato. “Carminha também é de uma família bem tradicional de Itabaiana. Ela é professora e sempre foi muito ligada à educação. Quando assumiu foi para a Secretaria de Educação onde fez um trabalho muito bom.”, destaca Marcelle.


Chegando ao final da gestão de Carminha como vice-prefeita também se encerrara a quase tradição de mulheres ocupando esse cargo. Mas, o legado e o caminho percorrido por todas elas permanecerão registrados na história da cidade Serrana. Assim como o lugar que ocuparam na política poderá encorajar muitas outras mulheres em um meio ainda predominado por homens.