Barreiras sanitárias poderão ser instaladas em Sergipe para evitar propagação da variante do coronavírus

A Bahia confirmou a transmissão comunitária da variante B117, que tem o maior poder de transmissão e de mortalidade.

O Governo de Sergipe vai estudar a possibilidade de implantação de barreiras sanitárias protetoras no estado, para controlar o trânsito de pessoas e de mercadorias, como forma de evitar a propagação do coronavírus.

Isso porque a Bahia, estado vizinho confirmou a transmissão comunitária da variante B117, que tem o maior poder de transmissão e de mortalidade. Isso deixou o estado em alerta.

A variante foi detectada inicialmente no Reino Unido, mas já circula no território brasileiro nos seguintes locais: São Paulo, Mato Grosso, Brasília e Bahia.

Até o momento não há nada confirmado, apenas a possibilidade de instalação das barreiras e o assunto será discutido na semana que vem, na reunião do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais.