Municípios que fazem divisa com a Bahia devem instalar barreiras e Governo não descarta possibilidade de toque de recolher

As informações foram passadas pelo governador de Sergipe após reunião com membros do Comitê Técnico Científico.

O Governo de Sergipe realizou ontem, 25, uma reunião com o Comitê Técnico Científico e de Atividades Especiais (Ctcae) para tratar da atual situação do coronavírus no estado. O governador Belivaldo Chagas recomendou que os municípios que fazem divisa com o estado da Bahia devem instalar barreiras sanitárias.

O objetivo da instalação das barreiras é restringir a chegada de novas variantes do coronavírus a Sergipe.

“Não se trata de fechar as divisas, mas de ter um controle maior do fluxo de pessoas, especialmente de infectados. Graças a Deus temos uma situação menos complicada com relação à ocupação de leitos em Sergipe, mas não podemos abaixar a guarda”, disse o governador.

Belivaldo também falou sobre a possibilidade de aplicar o toque de recolher em Sergipe, assim como já ocorre na Bahia. Segundo ele, por enquanto não há a necessidade, mas que a depender do que aconteça nos próximos dias, na reunião da semana que vem vai tomar a decisão.

Para decretar ou não o toque de recolher, o governo vai avaliar os números de ocupações dos leitos destinados a pacientes com o coronavírus. “Se daqui a oito dias nós tivermos um crescimento desse número [ocupação dos leitos], indiscutivelmente poderemos estar decretando o toque de recolher”, enfatizou Belivaldo.