Novas medidas restritivas iniciam hoje em Sergipe. Saiba como será

Durante dois fins de semana, bares e restaurantes não poderão funcionar em todo o território estadual.

Após um ano, a história se repete… O Governo de Sergipe anunciou ontem, 04, novas medidas restritivas para serem aplicadas a partir de hoje, 05, em todo estado.

Durante os dois próximos fins de semana, bares e restaurantes não poderão funcionar em todo o território estadual. O mesmo ocorre com shoppings, galerias, atividades similares e o comércio em geral (atividades não essenciais).

No caso dos bares e restaurantes, a restrição começa a valer a partir das 18h da sexta-feira anterior, neste caso, hoje, 05, e 12. Para os shoppings, galerias e similares, a restrição é para o sábado e domingo.

No caso dos restaurantes, os serviços de delivery e retirada no local podem ocorrer normalmente.

OUTRAS RESTRIÇÕES:

-Até o dia 21 deste mês estão proibidos eventos de qualquer tipo, que gerem aglomeração, seja em locais públicos, ou privados. Isso vale inclusive os eventos já autorizados;

-Mesmo as atividades consideradas essenciais, em especial as lojas de conveniência, no período de restrição noturna não poderão comercializar bebidas alcoólicas e nem permitir aglomeração de pessoas;

-Até o dia 21, todas as atividades essenciais, não essenciais e especiais (ressalvadas as áreas de saúde e segurança), deverão ter ocupação máxima de 50% do local do estabelecimento;

-Os serviços não essenciais e especiais estarão proibidos de funcionar entre 22h de um dia e 5h do dia seguinte;

-O horário de funcionamento da administração pública não essencial será entre as 7h e 13h, com escalas de rodízio e manutenção do atendimento externo.

As novas medidas foram anunciadas pelo governador Belivaldo Chagas após reunião com os membros do Comitê Técnico Científico e de Atividades Especiais (Ctcae).

Segundo ele foi levado em conta o aumento dos casos de coronavírus e a ocupação dos leitos de UTI e Enfermaria. “Infelizmente os casos aumentaram bem. Nós tivemos aumento de óbitos, enfim aumento na ocupação de leitos de UTI e enfermaria. Nós chegamos no início do ano a ter um ocupação de 317 pacientes internados, ontem nós fomos a 425”, disse Belivaldo Chagas.

O governador também disse que as equipes de vigilância e forças policiais estarão nas ruas realizando fiscalização.

Uma nova reunião deverá acontecer na semana que vem.

Confira aqui quais são as atividades essenciais e quais são não essenciais e especiais.