Polícia Civil de Sergipe diz que comerciante morto em operação na Paraíba estava armado e reagiu à abordagem

A operação ocorreu na última terça-feira, 16, em Santa Luzia, no sertão do estado paraibano.

Após a circulação de notícias referentes à morte por engano de um comerciante, durante operação da Polícia Civil de Sergipe na Paraíba, a PC sergipana emitiu uma nota, através da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE) e disse que o homem estava armado e reagiu à abordagem.

A operação ocorreu na noite da última terça-feira, 16, através do Departamento de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil de Sergipe, no município de Santa Luzia, Sertão da Paraíba, e tinha como objetivo combater o tráfico interestadual de drogas.

Segundo a nota, os policiais estavam há alguns dias em diversas partes do Nordeste monitorando a quadrilha com o intuito de cumprir mandados de prisão, expedidos pela Justiça de Sergipe.

“Na altura da cidade de Santa Luzia, na Paraíba, no final da noite desta terça, foi montado um bloqueio policial, onde vários veículos suspeitos foram parados. Os policiais se depararam com um homem em um veículo e na abordagem, o motorista identificado como Gefferson de Moura Gomes estava armado, esboçou uma reação e foi atingido, sendo encaminhado imediatamente para uma unidade hospitalar”, diz a nota da SSP/SE.

O veículo do Gefferson e a arma de fogo foram apreendidos e apresentados pelos policiais sergipanos na Delegacia Plantonista da cidade de Patos/PB. Os envolvidos na operação prestaram depoimento e apresentaram a arma e o carro apreendidos; estes serão periciados, juntamente com as armas dos policiais.

O caso já está sendo investigado pela Polícia Civil da Paraíba, que informou que já instaurou inquérito e um delegado foi nomeado justamente para apurar este caso.

O inquérito possui prazo legal de 30 dias para ser concluído mas poderá ser prorrogado de acordo com a necessidade das investigações.